Vale do Taquari Rural - Agricultura

Emater/RS-Ascar instala unidades para validação de adubação em erva-mate

Como parte do plano de trabalho estabelecido no Programa Gaúcho para a Qualidade e a Valorização da Erva-Mate da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) do Governo do Estado, a Emater/RS-Ascar – em parceria com a empresa Polli Fertilizantes – instalou na última terça-feira (08/12) duas unidades para validação de adubação em erva-mate. A ação foi realizada em duas unidades de referência em erva-mate, nas propriedades dos produtores Bruno de Bona, de Arvorezinha e Fábio Camilotti, de Ilópolis – ambos localizados no polo ervateiro do Alto do Vale do Taquari.

 

Ação proposta pelo Projeto Diagnóstico Nutricional dos Ervais do Rio Grande do Sul – conduzido pela Emater/RS-Ascar e Departamento de Diagnóstico e Pesquisa Agropecuária (DDPA), o trabalho tem o objetivo de comparar o desempenho da cultura com diferentes adubações, sendo que uma delas incorpora a nanotecnologia, que é o fracionamento químico em partículas muito pequenas em relação as usuais. “As unidades seguem metodologia científica de testagem, com parcelas distribuídas ao acaso e com quatro repetições de cada modalidade”, explica o extensionista da Emater/RS-Ascar Ilvandro Barreto de Melo.

 

O período mínimo de observação será de dois anos – que compreende o intervalo entre colheitas da cultura, conforme o sistema de cada um dos produtores – e se estenderá por dez anos, a fim de que os resultados sejam consolidados com maior segurança e precisão. “Nessas unidades a única variável será a adubação, pois os demais tratos culturais seguirão o modelo adotado pelos produtores”, salienta o extensionista da Emater/RS-Ascar Rafael Goulart Machado. Doutor em Solos, Machado é o responsável por sistematizar o experimento.

 

Cultura em expansão no polo do Alto do Vale do Taquari, a erva-mate tem importância econômica e social de grande relevância para a região. “O que justifica os esforços conjuntos de entidades, entre elas a Emater/RS-Ascar, em oferecer alternativas que visem a melhorar o desempenho da cultura”, observa Melo. Esta tem sido uma pauta do Grupo de Trabalho Regional em Erva-Mate que, em 2016, iniciou a construção de um plano com objetivos e estratégias para a atuação no setor ervateiro, com vistas a fortalecer e estruturar a cadeia produtiva, viabilizando a atividade e dando visibilidade aos seus produtos.

 

Além dos produtores, a instalação das unidades contou com a presença dos extensionistas da Emater/RS-Ascar Cezar Burille, Cleber Schuster, Julio Marcon e o já citado Ilvandro Barreto de Melo, além do representante da empresa Polli, Arno Salva.

 

 

Assessoria de Imprensa da Emater/RS-Ascar – Regional de Lajeado

Jornalista Tiago Bald