RSS Rural - Agricultura Destaques Teutônia

Emater/RS-Ascar apresenta painel no 11º Fórum Tecnológico do Leite de Teutônia

IF
Cerca de 270 pessoas participaram do evento (Foto: Divulgação)

Evento tradicional no município de Teutônia, o Fórum Tecnológico do Leite chegou a sua décima primeira edição na última terça-feira (04). Na ocasião, o ciclo de palestras realizado no Colégio Teutônia nos turnos da tarde e da noite, reuniu cerca de 270 pessoas, entre produtores rurais, profissionais técnicos, representantes de entidades, lideranças e estudantes. Entre os palestrantes esteve o assistente técnico regional em Sistema de Produção Animal da Emater/RS-Ascar, médico veterinário Martin Schmachtenberg, que abordou o tema “Como produzir leite de qualidade na propriedade rural”.

Em sua fala, Schmachtenberg explicou o que é leite de qualidade nos aspectos higiênico-sanitários, considerando baixa carga microbiana (UFC), saúde da glândula mamária (CCS), ausência de contaminantes (antibióticos) e saúde animal (com o rebanho livre de tuberculose e brucelose). Também abordou leite de qualidade em sua composição e as medidas para reduzir a carga microbiana, ressaltando a importância da higiene do ordenhador, do controle da temperatura do leite, da ordenha com tetos limpos e secos, do pré e o pós-dipping (desinfecção dos tetos antes e depois da ordenha) e das condições de higiene do resfriador.

Para Schmachtenberg, independente de receber ou não bonificação por produção de leite com qualidade, o maior interessado é o produtor. “O processo de produção, coleta e industrialização do leite evoluiu muito, e buscar a qualidade vai muito além do simples retorno financeiro, levando-se também em consideração o bem-estar animal, com vacas mais saudáveis e que consequentemente forneçam leite de melhor qualidade”, avalia. “Essa característica da matéria-prima influencia no rendimento e na segurança do produto final”, exemplifica, ressaltando ainda o fato de não caber à indústria recuperar a qualidade do leite.

O evento contou ainda com outras duas palestras. Na primeira delas o produtor de Nivaldo Michetti emocionou o público com o painel “Mudando de vida produzindo leite”. Em sua fala trouxe uma mensagem de otimismo para os agricultores, ressaltando a importância da gestão, do lucro com o negócio e da paixão por aquilo que se faz. O outro painel, intitulado “Processo de análises de laboratório na indústria de leite e o case de sucesso da cooperativa Languiru”, foi ministrado pela supervisora de laboratório da indústria de laticínios Languiru, Michele Fangmeier.

O Fórum contou com a presença de diversas autoridades, entre elas o prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, o gerente regional da Emater/RS-Ascar, Marcelo Brandoli, e o presidente da cooperativa Languiru, Dirceu Bayer. A promoção foi do Colégio Teutônia, com apoio das cooperativas Languiru, Certel Energia e Sicredi, prefeituras de Teutônia e Westfália, Emater/RS-Ascar, Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetag/RS), Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa), Regional Sindical Vale do Taquari e Associação dos Engenheiros Agrônomos do Vale do Taquari (Aseat).

Texto: Ascom Emater