Artigos - Geral

“Empregabilidade e o Mercado de Trabalho atual” este é ao artigo desta semana de Merihelem Pierry

MerihelenTrabalhando com Recursos Humanos e qualificação profissional percebi por várias vezes o quão difícil é a inserção no mercado de trabalho. Nas diversas ocasiões, o sentimento de ansiedade e aflição pela conquista de um emprego impede o candidato de avaliar suas potencialidades e definir qual o rumo quer dar para sua carreira profissional.

A busca de um emprego não deve ser feita ao acaso. Nem pode ficar à deriva, como um barco sem rumo e sem destino. Lewis Carroll escreve em Alice no País das Maravilhas: “Onde fica a saída?” Perguntou Alice ao gato. “Depende”, respondeu o gato. “De quê?”, Replicou Alice. “Depende para onde você quer ir…”. Da mesma forma, a busca de um emprego requer necessariamente uma definição de objetivos e uma boa dose de planejamento, organização e direção de esforços integrados. Deve ser, sobretudo, uma atividade racional para garantir o pleno sucesso nessa empreitada.

O Jovem que, pela primeira vez se aventura no mercado de trabalho, deve desenvolver a sua empregabilidade. Mas como fazer isso? Antes de começar sua busca por um emprego, uma das coisas mais importantes é manter um objetivo e uma determinação. Qual o emprego gostaria de ter? O que gostaria de fazer? Após definir qual a área de atuação profissional que deseja trabalhar, o primeiro passo é a preparação profissional e acadêmica – seja ela técnica ou universitária.

O próximo passo é procurar saber o que as empresas estão exigindo dos profissionais, ou seja, quais as características mais marcantes que o profissional deve possuir para atuar no ambiente corporativo. Aqui não me refiro ao conhecimento e informações adquiridas, mas sim ao comportamento manifesto dentro da empresa. O terceiro passo é procurar absorver e desenvolver adequadamente essas características, e sobre tudo, adotá-las e exteriorizá-las no comportamento.

A mesma lógica se aplica ao profissional experiente, que por alguma razão precisa mudar de emprego. Seja porque não se sente satisfeito no trabalho atual, ou porque em meio ao momento político em que vivemos, foi desligado da empresa e busca uma recolocação. A empregabilidade está diretamente relacionada à adequação contínua da pessoa ao mercado de trabalho, e, portanto, envolve quatro fatores importantes: FOCO, QUALIFICAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E ATITUDE.

Fica a dica!
Boa semana a todos!
Merihelem Pierry – Psicóloga. Pós-Graduada em Gestão Estratégica de Pessoas.