Investimento RS RSS Mato Leitão

Empresa SS Orquídeas assina contrato

Casal cultiva orquídeas há cerca de 20 anos (Foto: Divulgação)

A Cidade das Orquídeas contará em breve com um orquidário para visitação pública e comercialização de plantas. A prefeitura de Mato Leitão confirmou apoio para auxiliar na instalação da empresa SS Orquídeas, pertencente ao casal Silvio e Susete Jaeger. A assinatura do contrato ocorreu, na última semana, durante reunião com o prefeito Carlos Alberto Bohn.

O incentivo do poder público envolve a concessão de um terreno de 3,3 mil metros quadrados, na área do Distrito Industrial (defronte RSC-453) e serviços de máquinas. O prazo da concessão é de 10 anos, podendo ser prorrogado. “O objetivo principal será o de produzir e comercializar orquídeas, além de insumos. A estrutura terá uma área coberta de 2 mil m² num prazo de 5 anos e em torno de 150 mil plantas”, disse o empresário.

Cultivando orquídeas há cerca de 20 anos, Jaeger já foi presidente do Núcleo de Orquidófilos de Venâncio Aires (Nova), Mato Leitão e Passo do Sobrado e posterirormente da Federação Gaúcha de Orquidófilos (atual secretário). Jaeger destaca que em médio prazo a meta é instalar também junto um laboratório de micropropagação de orquídeas. “Isso deverá contribuir na divulgação e crescimento do cultivo da flor no município”, afirmou.

Nova

A assinatura do contrato de incentivo industrial aconteceu durante reunião no gabinete do prefeito Carlos Alberto Bohn. Helena Mees, Flávia Schorr, Márcia Henkes, integrantes do Nova, e o Assessor de Gabinete Evandro Lenhart prestigiaram o ato.“A expectativa é de poder de alguma maneira contribuir com a Cidade das Orquídeas, quer seja com cursos, assessoria aos orquidófilos do município e também através de trabalhos nas escolas do município”, disse Silvio Jaeger.

Ações

A empresa, a partir do incentivo da prefeitura, desenvolverá ações no setor:

– espaço para exposição e comercialização de orquídeas (produtores locais);

– auxílio técnico, cursos e palestras em escolas e para produtores locais;

– venda de orquídeas em exposições (outros municípios) com a identificação Cidade das Orquídeas;

– auxiliar no projeto do Orquidário Municipal.

Texto: Ascom Mato Leitão