RS Arroio do Meio RSS Rural

Encontro de Sementes Crioulas reúne produtores em Arroio do Meio

Encontro integra a programação da Semana Brasileira do Alimento Orgânico (Foto: Divulgação)

Um público de cerca de 150 pessoas de mais de dez municípios do Estado participou na quarta-feira (23) da 11ª edição do Encontro de Sementes Crioulas de Arroio do Meio. O evento, promovido por um coletivo de entidades, entre elas a Emater/RS-Ascar, foi realizado no Salão Paroquial da Igreja Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e integra a programação da Semana Brasileira do Alimento Orgânico. Além da troca de sementes e da degustação de alimentos produzidos a partir de cultivos crioulos, a atividade contou com troca de experiências sobre o assunto.

A agricultora Helena Weinzenmann, da localidade de Forqueta, há mais de 15 anos aposta no cultivo de chás e temperos para o consumo da família e destacou os benefícios da utilização de plantas, como a cúrcuma, o urucum, o gengibre, a sálvia e a erva-cidreira, entre outras. Em sua casa, mesmo o arroz ou pão costumam ser “perfumados” com especiarias. “É um hábito que carregamos conosco e que se estende para os nossos outros cultivos, como frutas e verduras”, comenta a produtora, que participa de feiras de orgânicos em Lajeado e em Arroio do Meio.

Já a agricultora aposentada Oliva Feldens, moradora do centro de Arroio do Meio, orgulha-se do fato de raramente ficar doente. “Você diria que eu tenho quantos anos?” pergunta sorrindo para, com orgulho, afirmar que se aproxima dos 80 anos. “O meu ‘segredo’ é o uso dos chás e das plantas que auxiliam o organismo a funcionar melhor”, garante. Para o evento, trouxe ramos de losna, de poejo, de hortelã e outras, de nomes curiosos, como mil em rama. “Meu contato com as plantas iniciou em 1981, quando fiz alguns cursos e, de lá para cá, fui lendo cada vez mais sobre o assunto e ampliando os meus conhecimentos”, afirma.

A propósito do evento, a troca experiências e a promoção do resgate e das perspectivas de uso de sementes crioulas que auxiliam em sua preservação, são alguns dos motivos que justificam o Encontro. “É muito importante cada participante trazer consigo algum cultivo que possa ser compartilhado”, comenta o extensionista da Emater/RS-Ascar de Arroio do Meio, André Müller. Para ele, essa é uma das formas de garantir a manutenção de variedades disponíveis, o que tem ocorrido com relativo sucesso. Durante o encontro foi possível trocar mais de 60 variedades de mudas, raízes e sementes.

O Encontro contou ainda com a presença de autoridades, como o prefeito de Arroio do Meio Klaus Schnack, o assistente técnico regional da Emater/RS-Ascar de Lajeado, Marcos Schäfer, e o supervisor da Instituição, João Caíno, além de representantes de outras entidades, como Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Articulação em Agroecologia do Vale do Taquari (AAVT) e Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor (Capa). A benção das sementes foi realizada pelo pastor Valmir Simon e pelo padre Alfonso Antoni, que, na ocasião, também prestaram homenagem à agricultora Laidi Weizenmann (in memorian).

Texto: Ascom Emater