RSS Roca Sales Rural - Agricultura

Encontro em Roca Sales celebra colheita na fruticultura

Cerca de 100 pessoas participaram da atividade (Foto: Divulgação)
Cerca de 100 pessoas participaram da atividade (Foto: Divulgação)

Um grupo de cerca de 100 pessoas participou no último sábado (29), no salão da comunidade de Violanda, em Roca Sales, de uma celebração à colheita de frutas obtida durante a safra deste ano, no município. Organizado por integrantes da comunidade, com o apoio da Emater/RS-Ascar e da cooperativa Sicredi, o evento contou com missa conduzida pelo Padre Fabiano Canal, seguida de apresentação sobre o tema, ministrada pelos extensionistas da Emater/RS-Ascar. O encontro foi concluído com um almoço de confraternização.

A ideia da comemoração, de acordo com o coordenador do evento na comunidade, agricultor Egídio Villa, não é nova. “Era algo que já era ventilado há algum tempo e dada a safra satisfatória deste ano, achamos conveniente a realização desse tipo de ação”, comenta. A celebração não é exclusividade de Violanda, sendo que outras comunidades também promovem encontros com este objetivo. “A diferença é que aqui está ocorrendo um resgate da tradição de se produzir frutas”, salienta o presidente da comunidade Carlos Furlanetto.

Não por acaso, a apresentação da Emater/RS-Ascar demonstrou o desenvolvimento da fruticultura naquela região do município, como uma alternativa ao cultivo do tabaco. Na ocasião, o extensionista Deoclesio Piccoli fez um apanhado a respeito do desenvolvimento da fruticultura naquela localidade, partindo desde as primeiras mudas de videiras vindas com os imigrantes no final do século 19, até a introdução dos primeiros pomares comerciais no final da década de 80, já no último século. “Tudo começou com a cultura do pêssego e da laranja que evoluíram, após, para a rica diversificação que se tem hoje”, enfatizou.

Após, o extensionista Guilherme Miritz aprofundou as informações sobre esta evolução, apresentando números baseados num estudo da Emater/RS-Ascar sobre a cadeia produtiva de Roca Sales, sendo a ênfase dada ao sucesso dos casos de diversificação da produção em substituição à produção de fumo. “Assim, percebeu-se nos resultados econômicos, que a alteração da matriz produtiva foi gradual e baseada nos rendimentos alcançados pelos fruticultores”, comentou. “Neste resultado entram vários fatores, como a assistência técnica permanente e o acesso a políticas públicas nas mais variadas esferas”, ponderou.

Miritz também valorizou os esforços dos próprios agricultores, considerando-os os grandes responsáveis por esta mudança. “São vocês que têm buscado, constantemente, a qualificação e é por isso que apresentam crescimento não apenas em renda, mas também em qualidade de vida”, afirmou. Os “bons ventos” da fruticultura estimulam os produtores a tornarem o encontro para celebração da safra uma ação anual. “A expectativa é de que as festividades possam se tornar uma tradição local, buscando uma data que não conflite com as festas dos padroeiros ou com aquela que celebra o Dia do Colono”, comenta Furlanetto.

O prefeito de Roca Sales, Amilton Fontana, ressaltou a importância da fruticultura e o orgulho sentido por todos pelos resultados alcançados. “A região alta é um cartão postal do nosso município, tanto para os que aqui vivem, quanto para os que vêm de fora e ouvem falar de sua história”, comenta. “Aqui é possível ver paisagens belíssimas e uma grande diversidade de cultivos, sendo a fruticultura o destaque entre eles”, completou. A atividade também foi acompanhada por outras autoridades, como o presidente da Câmara de Vereadores, Gilvani Bronca, e o vereador Ivair Zanchetti.

Texto: Ascom Emater