Alimentação Saúde Westfália

Encontro incentiva resgate do cultivo e da cultura de plantas medicinais

Programação foi realizada no mês de novembro é avaliada como positiva pela comissão organizadora.

O cultivo e a cultura de plantas medicinais foi pauta de mais uma programação especial realizada no município de Westfália. Trata-se do 1º Encontro Municipal de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, promovido no dia 08 de novembro (sexta-feira), na Casa da OASE, pela Ascar/Emater de Westfália.

Durante a tarde, os participantes, em sua maioria mulheres, tiveram a oportunidade de integrar oficinas diversas: pudim de forno, chá gelado, pasta para pão com utilização de plantas condimentares, pomada (cicatrizante e hidratante), xarope de angico (combate asma, bronquite, reumatismo, angina no peito, leucemia e enfisema pulmonar, além de ser um ótimo fortificante) e sal temperado.

A programação ainda foi momento de entender o significado das plantas medicinais, aromáticas e condimentares, sua armazenagem, formas de preparo e identificação das plantas. O tema foi trabalhado pela extensionista rural da Ascar/Emater de Imigrante, Nair Kunzler.

Para a extensionista rural social da Ascar/Emater de Westfália, Carolina Bellini, que esteve à frente da organização do 1º Encontro Municipal de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares, o evento é de grande importância. “Isso porque incentiva o resgate do cultivo e cultura das plantas medicinais, o que é passado de geração em geração nas famílias”, pondera.

Carolina salienta ainda que, no interior, as mulheres são encarregadas dos afazeres domésticos e de atividades relacionadas à propriedade. “Assim, acabam estando mais presentes no que diz respeito à alimentação e saúde da família, utilizando produtos do próprio cultivo e gerando segurança no que a família consome”, frisa a extensionista rural social.

As extensionistas rurais Nair Kunzler, da Ascar/Emater de Imigrante, e Ana Cândida Escandiel, da Ascar/Emater de Teutônia, avaliam a atividade como positiva. “Eventos como este resgatam e agregam conhecimentos sobre plantas que fornecem tantos benefícios. São plantas que muitas vezes temos em casa, mas não temos o devido conhecimento sobre suas propriedades medicinais, e podem agregar mais saúde à família”, destacam elas.

A presidente da OASE de Linha Schmidt, Dalia Lindemann, também comenta que estes encontros são bastante apreciados e aguardados pela comunidade. “Principalmente pelas mulheres, que estão mais à frente na questão da saúde e alimentação da família e que gostam de cultivar estas plantas”, pontua.

TEXTO: Paloma Driemeyer Valandro/AI
FOTOS: Divulgação