RS Polícia

Entra em operação primeiro centro de triagem de presos provisórios da capital

Cada alojamento terá 2,5 metros de altura, com teto e portas gradeados (Foto: Rodrigo Ziebell/SSP)
Cada alojamento terá 2,5 metros de altura, com teto e portas gradeados (Foto: Rodrigo Ziebell/SSP)

As operações do primeiro centro de triagem (CT) para presos provisórios de Porto Alegre tiveram início. Os primeiros detentos começaram a ser recebidos no final da tarde nesta segunda-feira (20) na estrutura localizada na zona Leste de Porto Alegre.

A construção do CT se deu através de um acordo firmado entre a Secretaria da Segurança Pública (SSP) e o Exército Brasileiro. Os militares fornecem a mão de obra especializada, mobilizando profissionais oriundos de diversas unidades. “A parceria com o Exército nos permitiu erguer esta estrutura a um custo de aproximadamente R$ 270 mil. Um investimento de pouco mais de R$ 3,2 mil por vaga, muito abaixo do valor habitual”, destacou o secretário da Segurança Pública, Cezar Schirmer.

Em torno de 20 homens ainda trabalham no local, concluindo as tarefas que ainda restam para o encerramento da obra. De acordo com Alexandre Micol, superintendente-substituto da Superintendência dos Serviços Penitenciários (Susepe), a ocupação ocorrerá de forma parcial em virtude do tempo necessário para a secagem das camas de concreto. “Optamos por este método construtivo para garantir mais qualidade à estrutura”.

O CT está localizado num terreno de propriedade da Susepe, em área que antigamente abrigava apenadas do regime semiaberto. Possui 230 metros quadrados de área construída, dividida em dois blocos, que comportam três alojamentos cada. Cada alojamento terá 2,5 metros de altura, com teto e portas gradeados. A unidade terá capacidade para 84 detentos. Sua administração operação será feita pela Susepe. O efetivo total estimado pelo órgão é de 40 servidores.

Texto: Ascom RS