RS RSS Geral

Equipes da Defesa Civil percorrem municípios atingidos auxiliando as comunidades

Lajeado (Foto: Divulgação Defesa Civil)
Lajeado (Foto: Divulgação Defesa Civil)

A chuva intensa tem aumentando os pontos de alagamento pelo Estado e até o final da tarde de ontem (17), já eram 38 municípios gaúchos com algum tipo de registro em função da precipitação. Desde o último sábado (15), todas as regiões do RS foram atingidas e diversas localidades registraram fortes ventos, incidência de raios e queda de granizo.

Nesta segunda-feira (17), o evento climático se concentrou, principalmente, entre a Região Metropolitana de Porto Alegre, Região Central e dos Vales, principalmente com chuvas intensas. O município que registrou o maior volume acumulado da precipitação nos últimos três dias foi Cachoeira do Sul, com 197 milímetros.

Os coordenadores regionais passaram o dia vistoriando áreas de risco, auxiliando as coordenadorias municipais na retiradas de famílias e no levantamento de móveis em residências atingidas pela água. Pantano Grande, na Região Central, e Novo Hamburgo, na Metropolitana, foram os mais prejudicados pelos alagamentos em residências, com 400 e 300 famílias atingidas, respectivamente. Em Nova Bassano, na Região da Serra, 200 famílias tiveram suas casas atingidas pelo granizo do final de semana. Ao todo, 945 residências foram afetadas, sendo que 52 precisaram sair de suas casas. Não há registro de feridos.

A Defesa Civil segue monitorando os alertas, os níveis dos rios  e acompanhando de perto os municípios afetados. Conforme a Sala de Situação do Governo do Estado, durante esta segunda-feira (17) ainda pode haver pancadas de chuva fortes isoladas, com trovoadas, sobretudo nas áreas do Norte e próximo da Fronteira com a Argentina. Os temporais devem voltar a se intensificar nesta madrugada e ingressam pelo Oeste, cruzando o Rio Grande do Sul ao longo da terça-feira (18).

Texto: Portal Região dos Vales/Ascom Defesa Civil do Estado