Trânsito Investimento RS Destaques

ERS 130 entra como uma das prioridades no processo de concessão de rodovias

Comitiva entrega dossiês ao governador do Estado, Eduardo Leite

Afirmação foi feita pelo governador Eduardo Leite, durante audiência em Porto Alegre

Empresários, lideranças e políticos liderados pela Câmara da Indústria, Comércio e Serviços do Vale do Taquari (CIC Vale do Taquari), cobraram do governador do Estado, Eduardo Leite, obras de duplicação/ampliação na ERS 130 e em outras rodovias da região. O grupo apresentou as demandas relativas à questão da infraestrutura viária durante audiência nesta terça-feira, (30) no Palácio Piratini.

Participaram do encontro os secretários de Logística e Transportes, Juvir Costella, de Governança e Gestão, Claudio Gastal, e o presidente da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), Urbano Schmitt, os deputados federal Lucas Redecker, o estadual Edson Brum, a presidente da Federasul, Simone Leite, os presidentes da CIC Vale do Taquari Pedro Antonio Barth,  da Associação dos Municípios do Vale do Taquari, Jonatan Brönstrup, da Associação Comercial e Industrial de Arroio do Meio, Adailton Cé, a presidente do Codevat, Cíntia Agostini, os prefeitos de Lajeado, Marcelo Caumo, de Arroio do Meio, Klaus Werner Schnack, os empresários Gilmar Borscheid, Gilberto Piccini, Adelar Steffler e o diretor de infraestrutura da CIC Vale do Taquari Leandro Eckert.

O trecho entre Lajeado- Arroio do Meio recebe em média mais de 28 mil veículos por dia. O grupo reclamou que o trecho de 12 quilômetros é caótico, moroso e de alta periculosidade. O presidente da Dália Alimentos, Gilberto Piccinini, ressaltou que a Cooperativa está fazendo investimentos na região, e a tendência é movimentar ainda mais a região com fluxo de pessoas e caminhões. “Nós sentimos que vamos entrar em colapso, o leite por exemplo, tem horário para chegar na laticínios. Contamos com investimentos para facilitar a logística do transporte de veículos e de pessoas.”

De acordo com um dos dossiês entregues pela CIC Vale do Taquari ao governador do Estado, a duplicação entre Lajeado/Arroio do Meio é uma das etapas da duplicação entre Venâncio Aires / Muçum, como prevê o Estudo de Viabilidade Econômica e Ambiental (EVTEA),  feito ainda em 2013, que estabelece o cronograma de obras para o trecho.

Outra sugestão apresentada foi a adoção da cobrança eletrônica no pedágio. A CIC VT demonstrou que é uma forma mais justa, em que se paga conforme o uso da rodovia, adotada mundialmente e que o governo federal implantará nas novas concessões de BRs. Também deixa de penalizar microrregiões onde se localizam os postos físicos de cobrança, como, no nosso caso, Encantado e municípios próximos. Também foram apresentadas outras reivindicações, como a qualidade do pavimento e melhorias nas estradas entre Encantado – Doutor Ricardo, Nova Bréscia – Coqueiro Baixo e por último, a rodovia que dá acesso a Progresso.

O governador explicou que caminho é a parceria com o setor privado. O Estado não tem condições de fazer obras com recursos próprios. Ele citou ainda o acordo com o BNDS para a modelagem técnica de privatizações no RS. “Por conta do fluxo, queremos acelerar para que a ERS 130 entre no processo de concessão das rodovias.”Eduardo Leite afirmou que pretende incluir o Porto de Estrela, no plano de revitalização e assegurou que a Empresa Gaúcha de Rodovias ( EGR) deve ser extinta em no máximo 2 anos.

 

 

Crédito fotos: Felipe Dalla Valle/Palácio Piratini
CIC Vale do Taquari