Educação Teutônia

“Escola e família devem trabalhar juntas”

Aula Inaugural reúne mais de 400 pessoas no Colégio Teutônia 

Famílias atentas ao tema da palestra: “Inteligência emocional: como podemos ajudar nossos filhos a lidar com sentimentos de forma construtiva?”

Na noite de 19 de março ocorreu Aula Inaugural do Ensino Fundamental II e Ensino Médio do Colégio Teutônia. Com o tema “Inteligência emocional: como podemos ajudar nossos filhos a lidar com sentimentos de forma construtiva?”, o evento lotou o Auditório Central do educandário, reunindo mais de 400 pessoas, entre pais, avós e familiares. A palestrante foi a professora Vera Miranda, especialista em Saúde Mental, que prendeu a atenção do público e, ao final, foi aplaudida de pé.

O diretor Jonas Rückert apresentou o grupo de professores e agradeceu a presença de todos. “Estamos todos juntos empenhados em fazer mais um grande ano. E temos grandes desafios pela frente. Em situações como a que ocorreu em Suzano/SP, perdemos todos, perde a sociedade. Precisamos estabelecer laços verdadeiros de união entre as pessoas, traçando estratégias conjuntas”, disse.

A coordenadora geral do Colégio Teutônia, professora Andrea Wallauer, igualmente valorizou a representação das famílias. “Procuramos realizar um evento diferenciado com esta Aula Inaugural. Exemplos e atitudes são fundamentais para construirmos uma sociedade melhor”, enfatizou.

 

Amor, respeito e equilíbrio 

Vera Miranda foi enfática: “precisamos abrir nosso coração para entender e perceber o que podemos fazer”. As palavras amor, respeito e equilíbrio nortearam sua explanação. “Amor é algo que se diz muito, mas precisa ser vivenciado”, frisou, como mãe, avó e profissional da Educação.

Ela se mostrou preocupada com o “mundo de influenciadores e influenciados”. “Se nós adultos imitamos, imagine as crianças. Todos queremos uma sociedade mais leve e tranquila, e isso também passa pela argumentação séria e correta de pais e mães. Nossos filhos precisam ser orientados, jamais se viu tantas crianças com depressão”, alertou.

Para a palestrante, “o futuro é o que fazemos hoje bem feito, e só tem um bom futuro quem tem um bom presente. Nós, adultos, pais, temos um grande compromisso com esse futuro, que certamente é bem diferente do que nós vivemos. Diante de todo esse contexto, escola e família devem trabalhar juntas, cada qual assumindo as suas responsabilidades”.

Por fim, Vera falou de equilíbrio. “Chega de maus exemplos, façam com que seus filhos percebam o quanto vocês se importam com eles. Dar limites também é amor, é preciso sair da era do ‘tudo pode’. Precisamos aprender a falar com o coração”, concluiu, respondendo a perguntas da plateia.

 

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester