Educação Cruzeiro do Sul

Escola e Projeto Mais Hortas nas Comunidades convidam para Dia de Solidariedade

A Escola Estadual de Ensino Médio São Miguel, da localidade de Linha Sítio, de Cruzeiro do Sul, e o Projeto Mais Hortas nas Comunidades convidam toda a comunidade, em especial de Linha Sítio, ex-professores, ex-alunos, alunos e seus familiares para participar do mutirão de solidariedade. O objetivo é implantar uma Horta Escolar, entre outras atividades.

Seria dia 27 de abril, sábado, mas em função da chuva ficou transferido para o dia 18, a partir das 8h30min, nas dependências da escola. Participarão todos os professores, agricultores envolvidos com o Mais Hortas e apoiadores técnicos do projeto.

A Instituição Escolar tem em seu calendário de atividades o “Dia da Solidariedade” que este ano será uma ação em conjunto com o Projeto Mais Hortas nas Comunidades para a revitalização do pomar, ampliar horta e reconstruir um espaço de Horta Pedagógica em que toda e qualquer atividade poderá ser trabalhada, inclusive obter os benefícios da horticultura terapia. Na mesma manhã haverá oficinas de compostagem com a construção de composteira sob coordenação do biólogo Diego Sehn e professores; oficina de chás e Infusões: fitoterápicos e usos culinários com a coordenadora do Projeto e enfermeira Eveline Paim Deon Bohn e professora Sandra; oficina de mudas e semeaduras com a Emater, agricultores e professores; e oficina de sementes crioulas com a Pastoral da Terra e professores. Conforme Eveline, todos podem participar deste evento.

“Quem quiser ajudar na construção e plantio da horta venha com suas ferramentas, roupas confortáveis e chapéu para a lida com a terra, ou quem quiser contribuir com um chimarrão e reencontrar pessoas queridas serão bem-vindos, pois também será um momento de convívio e confraternização”, destaca. “Vamos em um Dia de Solidariedade unir a Comunidade Escolar, Agricultores, Emater- Cruzeiro do Sul, Pastoral da Terra e Secretarias Municipais de Saúde e Agricultura com o intuito de repensar toda a cadeia alimentar, aspectos culturais e promover conexões sociais”, acrescenta a enfermeira.

 

 

Foto: Divulgação/Secretaria da Saúde e Saneamento/Arquivo
Assessoria de Imprensa de Cruzeiro do Sul