Alimentação Educação Muçum

Escola usa buffet nas refeições escolares

Método evita o desperdício e oferece autonomia aos estudantes.

Pensando em dar mais autonomia às crianças e, assim oferecer mais saúde e segurança, além de evitar o desperdício, com a supervisão e orientação da nutricionista do município, Carine Patussi, a Escola Municipal de Ensino Fundamental Jardim Cidade Alta, adotou o uso do buffet em suas refeições. A Cidade Alta opera em turno integral e conta com mais de 80 alunos que se alimentam na escola pelo menos três vezes ao dia.

Para a secretária de Educação, Cristiane Di Domenico, o momento da merenda não é apenas um ato de fornecer alimentos, mas sim parte de um processo educativo e do desenvolvimento infantil. “Crianças mal alimentadas terão dificuldades na realização de toda e qualquer proposta realizada pela escola. Pensando neste contexto, o buffet nas refeições otimiza o desenvolvimento escolar”, explica.

Ela conta ainda que, por vezes, é identificado o receio de crianças na hora de comer. Mas, com a implantação do buffet, este certo temor se perde. De acordo com Cristiane, a hora do lanche torna-se um momento de interação entre colegas. “A coordenação motora vem sendo melhorada”, complementa.

A titular da pasta destaca também redução do desperdício de alimentos, pela oportunidade de se servirem várias vezes em pequenas quantidades, o que diminuiu bastante as sobras. Segundo a Administração Municipal investe-se em média cerca de R$ 2,49 por refeição de cada aluno do ensino fundamental. Destes, são oriundos de recursos do Governo Federal apenas R$ 1,07, o que obriga o município a investir fatia importante de sua arrecadação na alimentação escolar.

 

Créditos: Luís Gustavo Bettinelli
Assessoria de Imprensa de Muçum