RS Geral

Estado ganha a Associação das Industrias de Fertilizantes Orgânicos

Primeira reunião depois da criação oficial da Associação foi realizada na Folhito, em Lajeado (Foto: Divulgação/SWobeto Editoria e Vídeo)

Fortalecer e consolidar o manejo adequado de materiais orgânicos, desde a compostagem, biodigestão e esterilização para a fabricação de fertilizantes orgânicos. Esse é um dos principais objetivos da Associação das Indústrias de Fertilizantes Orgânicos do Rio Grande do Sul, cujo conselho é formado por produtores de fertilizantes orgânicos, empresas de reciclagem de resíduos classes I e II, e que tenham licença ambiental em órgão autorizado e registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento ou em processo de licenciamento.

A Assiferto engloba ainda todas as empresas produtoras de fertilizantes orgânico sólidos, líquidos, biofertilizantes, condicionadores de solo e substratos de plantas. A entidade sem fins lucrativos pretende contribuir para a integração da cadeia produtiva do agronegócio do Estado sob a ótica ambiental.

O presidente da entidade é o empresário da Folhito, Ito José Lanius. “Nós estamos criando uma entidade importante, se olharmos números e ações conjuntas, vamos ver que esse somatório é representativo e também vital para a sustentabilidade sanitária do Rio Grande, bem como contribuir significativamente com o aumento da produtividade dos solos gaúchos através da adubação orgânica. Através do trabalho de nossas empresas proporcionamos um manejo correto aos resíduos , beneficiando-os e devolvendo ao solo de onde vieram em forma de cereais, carnes e outros que compõe o ciclo natural. As nossas principais bandeiras são; ajustes na legislação, combate à informalidade, ampliação das práticas de reciclagem corretas, políticas públicas e programas voltados ao setor.”

Durante a primeira reunião foram criados grupos de trabalho, um encarregado de organizar visitas a Superintendência do MAPA no RS, Fepam, Secretarias de Agricultura e de Meio Ambiente, e em Brasília no Ministro da Agricultura e de Meio Ambiente, além de bancos com boa carteira rural para apresentar a entidade e obter linhas especiais para o setor do agronegócio. O outro grupo é o técnico formado por engenheiros agrônomos para tratar sobre certificação orgânica e a revisão da legislação de contaminantes e de limites, estabelecida pelo Ministério da Agricultura e Pecuária e Abastecimento.

Participação

A Assiferto é formada pelas empresas Folhito, NPN Fertilizantes Orgânicos, Sul Solo, Ilsa Brasil, Adubare, Beifiur, Bio -C, Vida Desenvolvimento Ecológico Ltda, Granja Cageri e Ecocitrus. O grupo é responsável pela produção anual de mais de 300 mil toneladas de fertilizantes orgânicos.

Relação da diretoria 2017- 2019

Presidente: Ito José Lanius;

Vice-Presidente: Torvaldo Antonio Marzolla Filho;

Secretário: Fernando Polesel;

Vice-Secretário: Ademar Alvicio Henz;

Tesoureiro: Carlos Germano Rieth;

Vice-Tesoureiro: Valdecir Ferrari;

Conselho Fiscal:

Ivan Junior Rademann;

Paulo Roberto Lenhardt;

Lucas Alban;

Alejandro Mauricio Chavanne.

Texto: Ascom Assiferto