RS RSS Destaques Geral

Estado repassa R$ 2,2 milhões para entidades da Nota Fiscal Gaúcha

Serão beneficiadas 1.069 instituições das áreas de Educação, Saúde e Assistência Social, indicadas pelos contribuintes (Foto: Divulgação Sefaz)
Serão beneficiadas 1.069 instituições das áreas de Educação, Saúde e Assistência Social, indicadas pelos contribuintes (Foto: Divulgação Sefaz)

O governo do Estado repassou  R$ 2,2 milhões para as entidades sociais credenciadas no programa da Nota Fiscal Gaúcha (NFG), na segunda -feira (19). Foram beneficiadas 1.069 instituições pela pontuação alcançada com as indicações que receberam dos próprios contribuintes. A Secretaria da Fazenda (Sefaz) também programou o pagamento dos prêmios para quase três mil contemplados nos sorteios mensais da NFG, no valor total de R$ 850 mil.

Desde o início do ano, o Tesouro do Estado já transferiu R$ 6,89 milhões para as entidades. Em 2015, o volume de recursos repassados às entidades passou de R$ 10 milhões. Os créditos desta semana serão divididos em parcelas iguais para cada área de atuação.

A Educação é o segmento com o maior número de entidades contempladas neste repasse. São 616 instituições, entre elas a Escola Estadual Barão Homem de Melo, no município de Alto Alegre, que receberá R$ 4,6 mil.

O Homocentro Regional de Passo Fundo está entre as 90 entidades da área da Saúde contempladas com repasses da NFG nesta segunda -feira. Receberá R$ 17,465 mil, recursos que serão investidos para qualificar o atendimento.
Duas entidades de Erechim receberão, cada uma, R$ 7,5 mil. A Apae e a Associação dos Deficientes Físicos do Alto Uruguai estão entre as 363 instituições da área da Assistência Social contempladas pela NFG.

Com a participação de 1,350 milhão de pessoas, o programa gera pontos que são acumulados sempre que o consumidor solicitar a inclusão do seu CPF no documento fiscal nas compras em estabelecimentos participantes. Além de concorrer a prêmios em dinheiro a cada mês e auxiliar as entidades de sua escolha, o NFG gera ainda descontos de 2% a 5% no IPVA.

Texto: Ascom Estado