RSS Destaques Estrela Geral

Estrela decreta situação de emergência

Muitas árvores precisaram ter galhos cortados sob o risco de causarem ainda mais estragos (Foto: Divulgação)
Muitas árvores precisaram ter galhos cortados sob o risco de causarem ainda mais estragos (Foto: Divulgação)

O prefeito de Estrela Rafael Mallmann, através do Decreto nº 113, declarou situação de emergência no município em virtude dos prejuízos causados pelo vendaval do último domingo. Mais de 260 casas sofreram danos, sendo que mais de 40 famílias precisaram do atendimento direto das equipes da Defesa Civil, da Secretaria de Obras, do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), Bombeiros e outros. Danos também foram ocasionados em vias e locais públicos, como escolas, e houve prejuízos no interior, em lavouras e instalações.

A situação de emergência confirma as atribuições do Sistema Nacional de Defesa Civil, no âmbito do município, e autoriza-se o desencadeamento do Plano Emergencial de Resposta aos Desastres. Fica autorizada a convocação de voluntários para reforçar as ações, e a realização de campanhas de arrecadação e recursos, junto à comunidade, com o objetivo de facilitar as ações de assistência à população afetada.

De acordo com os últimos números da Defesa Civil, mais de 260 casas sofreram danos com as chuvas e os ventos que em alguns pontos chegaram a quase 120 km/h, segundo estimativas. Mais de 40 famílias de baixa renda precisaram do apoio do governo para a colocação de lonas e a reposição de telhas. “Este número seria bem maior em outros anos. Mostra que os diversos programas desenvolvidos no município, como de habitação, obras e meio ambiente, que removeram famílias de casas precárias e áreas de risco, deram resultado. Exemplo parecido com o que ocorreu nas últimas cheias, que hoje atingem um número bem menor de famílias do que em outras épocas”, destaca Sandro Bremm, coordenador da Defesa Civil de Estrela.

Das seis escolas que foram atingidas mais fortemente pelo vendaval, apenas a Escola Municipal de Ensino Fundamental (Emef) Pedro Jorge Schmidt, no Distrito da Delfina, seguia sem luz hoje. Os levantamentos dos estragos e prejuízos nas vias como também no interior, e as medidas de reparos, seguem sendo realizados pelas secretarias da Agricultura e Obras.

Texto: Ascom Estrela