Saúde RSS Estrela

Estrela firma Termo de Concessão de prédio para a 16ª CRS

 Prefeito Rafael Mallmann assina o Termo de Concessão do prédio (Foto: Divulgação)
Prefeito Rafael Mallmann assina o Termo de Concessão do prédio (Foto: Divulgação)

O Governo do Estado e o município de Estrela firmaram, na tarde da sexta-feira (10), Termo de Concessão de parte do prédio da antiga Polar, para onde será transferida a 16ª Coordenadoria Regional de Saúde. O documento foi assinado pelo secretário estadual da Saúde, João Gabbardo dos Reis, e pelo prefeito Rafael Mallmann. Acompanharam o ato o vice-prefeito Valmor Griebeler; o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Francisco Bernd; o secretário da Saúde Elmar Schneider; o coordenador da 16ª CRS, Ramon Zuchetti e o adjunto Sérgio Schmidt. A previsão é que o órgão se instale em Estrela no início do ano vem.

“Este é o resultado de um esforço que fizemos para manter a Coordenadoria no Vale do Taquari, pois havia a possibilidade de que fosse transferida para o Vale do Rio Pardo”, assinala o prefeito Rafael Mallmann. Segundo ele, a mudança para outra região acarretaria mais demora e despesas para os municípios, que muitas vezes precisam se deslocar até duas vezes por dia ao órgão. “Nosso esforço foi para que permanecesse no Vale do Taquari”, reforça.

Ele acrescenta que haverá retorno positivo também para Estrela, pois grande número de servidores vai atuar na cidade, movimentando o comércio em geral, além da circulação de 37 municípios, que diariamente se dirigem à 16ª CRS para retirar insumos, vacinas e medicamentos. O secretário da Saúde Elmar Schneider acrescenta que no mês que vem o Hospital Estrela deverá iniciar a realização de cirurgias gerais pelo SUS, como referência no Vale do Taquari, o que ampliará ainda mais o atendimento em saúde no município.

Otimismo
O presidente da Câmara de Comércio, Indústria e Serviços (Cacis), Pedro Antônio Barth, igualmente assinala a importância de o órgão permanecer no Vale do Taquari. Este foi, segundo ele, o primeiro grande ganho para a região. “Não teríamos como depender do Vale do Rio Pardo”, diz. Para Barth, a vinda da 16ª CRS, sob outro aspecto, vai contribuir para o incremento do comércio, pelo movimento de funcionários da coordenadoria e dos que virão de outras cidades para utilizar os serviços.

A vinda do órgão também traz otimismo para comerciantes. Proprietária de um restaurante no Centro, Franciele S. Hauschild da mesma forma acredita no crescimento do comércio em geral, pelo aumento do número de pessoas que vão circular na cidade e vão acabar consumindo em Estrela. Diante da oficialização da transferência, ela já pensa inclusive em fazer melhorias no negócio, a fim de qualificar ainda mais o atendimento aos clientes.

O processo de transferência do órgão para Estrela teve início em 2016. Em dezembro foi aprovado pela Câmara de Vereadores projeto de lei autorizando a cedência dos espaços, numa área total de 1.664 metros quadrados no prédio da antiga Polar (onde hoje funcionam a Smed e a Biblioteca Pública). Em 25 de outubro deste ano foi publicado decreto no Diário Oficial do Estado. A cedência vigerá pelo período de dez anos.

Texto: Ascom Estrela