Solidariedade Mulher Estrela

Estrela reativa rede de enfrentamento à violência contra a mulher

Grupo fará ação no Dia Internacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher

Objetivo é propor ações de enfrentamento e divulgar informações em relação à violência de gênero

Criar um espaço para refletir e propor ações de enfrentamento à violência, bem como organizar os fluxos de atendimento. Este é o objetivo da Rede de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, que está sendo reativada em Estrela. A rede é paralela ao Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, cuja lei de criação foi sancionada no início deste mês pelo Executivo, mas ambos se complementam. No último dia 14, mulheres representando entidades civis e governamentais estiveram reunidas no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) para falar sobre a rede e a sua necessidade no município.

Em 25 de novembro (segunda-feira da próxima semana) – Dia Internacional de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher – o grupo vai fazer a ocupação em espaços públicos, com uma intervenção através do “varal da violência”, a fim de divulgar informações em relação à violência de gênero. Da reunião do último dia 14 participaram representantes das secretarias do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), da Cultura e Turismo (Secultur) e da Saúde; Creas, Emater, Liga Feminina de Combate ao Câncer, Casa de Passagem e a vereadora Débora Martins. Para o encontro que vai ocorrer em dezembro serão convidados ainda outros serviços e instituições, como Ministério Público, Defensoria Pública, Poder Judiciário, Delegacia de Polícia, Brigada Militar, Setor do Trabalho da Sedesth e lideranças comunitárias. A iniciativa é aberta à participação de todas as pessoas interessadas em fortalecer a rede.

O grupo já está, inclusive, programando ações a serem realizadas em março do ano que vem, numa parceria do Creas/Sedesth, da Rede de Enfrentamento à Violência e do Multimulher. Dentre as ações, o município deverá receber o “ônibus lilás”, que terá roteiro principalmente na área rural, levando orientações e atendimentos psicossociais.

 

Texto: Paulo Ricardo Schneider
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela