Social Estrela

Estrela tem sua 12ª Conferência de Assistência Social

Evento promoveu debate em torno de direitos, financiamento público e participação social, aprovou propostas e elegeu novos delegados

O município de Estrela realizou, ao longo desta quarta-feira (25), a 12ª Conferência de Assistência Social. O evento foi promovido pelo Conselho Municipal de Assistência Social e Secretaria do Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (Sedesth), teve como tema este ano a “Assistência Social: direito do povo, com financiamento público e participação social”. Além da eleição dos delegados que representarão o município na conferência estadual, contou com a elaboração de novas propostas e com palestra do advogado social Ismael de Córdova, especialista no Sistema Único de Assistência Social (Suas).

Aberta à participação de todos, o evento ocorreu na Câmara de Vereadores e reuniu diversas lideranças políticas, de entidades, sociais e demais pessoas da comunidade interessadas em conferir e avaliar os avanços na área como também em projetar os próximos meses. Foi aberta com apresentação do Coral do Grupo de Apoio e Convivência do Idoso Estrelense (Gracie) e com palavras de algumas das autoridades presentes. O vice-prefeito de Estrela, Valmor Griebeler, destacou a importância do crescimento ordenado do município, o que envolve a questão social. “Quando se fala em crescer é preciso destacar que é fundamental crescer de forma ordenada. E quando se objetiva isso é necessário pensar em pessoas, mas para tanto é imprescindível oferecer meios para tanto. Assim tem sido, e Estrela é referência, mas podemos mais”, afirmou.

O titular da Sedesth, José Itamar Alves, foi no mesmo sentido. “Não é dar o peixe para as pessoas, é ensinar como se pesca. E isso estamos fazendo das mais diversas formas. Foram muitos avanços neste sentido, em diferentes áreas que envolvem a questão social, como acesso ao trabalho, habitação e atendimentos comunitários, saúde”, destacou ele, ao dar como exemplo os mais de dois mil atendimentos realizados pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) desde que a pasta abriu o setor, há um ano. A presidente dos Conselho de Assistência Social, Anelise Haussmann, e o presidente da Câmara de Vereadores, Felipe Schossler, também se dirigiram aos presentes.

Palestra

Ainda pela manhã, o advogado Ismael de Córdova realizou sua palestra. Doutorando em Desenvolvimento Socioeconômico, especialista em Direito Público com ênfase em gestão pública e presidente do Conselho Estadual de Assistência Social de Santa Catarina, Córdova falou sobre o atual contexto. “A importância de um evento como este, principalmente no atual cenário que vivemos, de algumas desestruturações políticas como um todo, a gente vê como fundamental. Neste sentido, Estrela e sua comunidade estão fazendo seu papel, que é discutir com seus cidadãos as políticas públicas como um todo, hoje especificamente as de assistência social”, diz. “E estas, no meu ponto de vista, estão entre as mais importantes por trabalharem as relações sociais, familiares, que possuem muitos conflitos, violências, violações de direitos”, diz. Segundo o advogado, há muito o que evoluir num cenário nacional. “É que União, Estados e municípios precisam, como um todo, dar este suporte à população através dos serviços que são ofertados, tanto no âmbito da prevenção como também de fiscalização e atuação, mas isso nem sempre ocorre, principalmente no âmbito nacional, o que acaba de certa forma fragilizando a municipalidade, que já está sobrecarregada de serviços e é onde se encontram os cidadãos”, explica. E melhorar, efetivar esta relação é o que se busca aqui”, resume.

Delegados

À tarde foram realizadas atividades em grupos, com debates focados em três eixos: O direito à assistência social: direito, proteção e seguridade social – dever do Estado, direito do povo; Gestão, execução e financiamento da política de assistência social, e Participação e controle social. A plenária final colocou em votação as propostas que serão encaminhadas para a etapa estadual. Também houve eleição dos delegados – um titular e um suplente da sociedade civil e um titular e um suplente dos órgãos governamentais – os quais representarão o município em nível de Estado. São eles: Adriane Mallmann / Creas/Sedesth (titular), Natália Sulzbach / Cras/Sedesth (suplente), representando os órgãos governamentais; Carlana von Tryller / Apae (titular), Daiana de Avila / Associação dos Semeadores (suplente), representando a sociedade civil.

 

 

Texto Rodrigo Angeli
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela