Social RS RSS Destaques Lajeado

Estudantes do Haiti realizam pesquisa com haitianos atendidos no CRAS em Lajeado


“A Imigração Haitiana no Brasil em Jogo e Perspectiva” é o nome da pesquisa (Foto: Reprodução/Google)

Estudantes do Haiti estão no Brasil para estudar as condições de vida de seus conterrâneos haitianos. Do grupo de 10 estudantes que desembarcaram no país esta semana e se dirigiram para diversos estados, dois deles vieram a Lajeado na última semana do ano. Integrantes do Centro de Estudos Diplomático e Internacional do Haiti, eles realizaram na última quinta-feira, 27/12, entrevistas com 40 haitianos que residem em Lajeado e que são atendidos no Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) – Espaço de Cidadania.

Barbara Sarafini, 22 anos, e Mackly Ford, 24 anos, são estudantes do Curso de Relações Internacionais no Haiti e foram provocados a realizar uma pesquisa sobre a imigração haitiana no Brasil. Os estrangeiros vieram para Lajeado pois o coordenador do curso conhece os haitianos que moram no Vale do Taquari, entre eles Renel Simon, haitiano, que trabalha no CRAS fazendo o atendimento aos estrangeiros. Simon recebeu os alunos em Lajeado.

Com a pesquisa chamada “A Imigração Haitiana no Brasil em Jogo e Perspectiva”, Barbara e Mackly também visitaram municípios como Encantado e Arroio do Meio, com o objetivo de entrevistar os haitianos que vivem na região. “A pesquisa envolve questionamentos sobre a expectativa de vida deles em relação ao Brasil, sobre o modelo da educação, perspectivas, diferenças entre as culturas e música”, explica Simon.

O próximos passo da pesquisa será levar os dados coletados ao Haiti, para buscar formas de melhorar as condições de vida para que eles permaneçam na cidade e de que forma poderão contribuir com o município. Os estudantes aproveitaram a tarde de quinta-feira para conhecer o Centro Administrativo da Prefeitura e o prefeito Marcelo Caumo. Eles permanecerão em Lajeado até o sábado, 29/12.

Texto: Ascom Lajeado