Artigos - Saúde e Bem-estar

“Eu tenho fome de que?” – por Eliana Giacobbo

eliana-giacobbo-nutricionista-coach-de-emagrecimento
Eliana Giacobbo (Foto: Divulgação)

Juntamente com a era da industrialização surgiram também, incontáveis fábricas de alimentos altamente processados e cheios de aditivos químicos que prolongam a vida de alimentos e permite levá-los aos locais mais inóspitos sem a preocupação com a perecibilidade dos mesmos.

Devido a essa evolução, a indústria se dedica cada vez mais desenvolver alimentos mais palatáveis, mais atrativos aos olhos e que de alguma maneira façam com que as pessoas os adquiram através da visão ou do cheiro.

Como muitas pessoas buscam prazer na alimentação (em muitos casos é a única fonte de prazer), a indústria trabalha arduamente para elaborar produtos que satisfaçam essa necessidade. Quando um indivíduo procura prazer em alimentos é muito desafiador para esta pessoa manter ou eliminar peso.

E isso não significa que uma pessoa não tem condições financeiras para fazer viagens ou comprar roupas novas ou sair com amigos ou ainda praticar um hobbie e por isso somente busca prazer na alimentação. Não necessariamente. Há milhares de anos o homem não possuía toda essa tecnologia, nem todo o conhecimento de hoje e mesmo assim, muitas pessoas eram muito felizes, sem precisar de montantes de dinheiro para isso.

O que estou querendo dizer que é importante ter um propósito de vida, algo que preencha a alma, que traga prazer no íntimo do ser e não simplesmente ao corpo. Buscar prazer nos alimentos, pode-se dizer que é comer algo para preencher um “vazio”. Quantas vezes ouvimos falar isso? Isso faz com que muitas pessoas se tornam ansiosas, o que faz “atacar” a comida toda vez que sente esse “vazio”.

Com o passar do tempo isso se torna um hábito que, como já falei em outra ocasião, é desafiador mudá-lo. A alimentação é necessária para suprir uma necessidade fisiológica, se não comemos morreremos em poucos dias, então precisamos nos alimentar. Mas o que procuramos nos alimentos? Como diz a música Comida, dos Titãs: “Você tem fome de quê? …a gente não quer só comida, a gente quer comida, diversão e arte…quer saída para qualquer parte…a gente quer comer e fazer amor… prazer para aliviar a dor… a gente quer dinheiro e felicidade…”.

Então: temos fome de que? Podemos utilizar a alimentação para suprir muitas faltas: a falta do carinho, do amor, do dinheiro, do sexo, das amizades, do companheirismo, da compreensão, da espiritualidade e assim a alimentação pode ser a nossa única fonte de prazer. Para pensar: qual ou quais são as fontes de prazer de minha vida? Se estou buscando na alimentação, o que posso fazer para mudar isso?

Boa semana!!!

Eliana Giacobbo – Nutricionista Coach de Emagrecimento