Pouso Novo RSS Rural

Evento formaliza quarto ano do Programa de Aquisição de Alimentos em Pouso Novo

(Foto: Divulgação)
O PAA possibilitará a 28 agricultores familiares a entrega direta de alimentos para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal (Foto: Divulgação)

Pioneiro na operacionalização do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA) do Governo Federal, no Vale do Taquari, o município de Pouso Novo realizou na tarde de terça-feira (04), no Salão Paroquial, evento que formalizou o início do quarto ano de execução da política pública, em âmbito local. Desde 2014, o Programa garante para famílias em vulnerabilidade social e integrantes do Bolsa Família, a entrega de centenas de kits de alimentos, todos os meses, com o objetivo de promover o acesso a alimentos em quantidade, qualidade e regularidade.

Para o ano de 2017, o PAA possibilitará a 28 agricultores familiares a entrega direta de alimentos para integrantes do Cadastro Único do Governo Federal e também para estudantes de quatro escolas municipais e estaduais. De acordo com a extensionista da Emater/RS-Ascar, Márcia Fonseca, o programa – iniciativa da Prefeitura, com o apoio da Emater/RS-Ascar, do Centro de Referência da Assistência Social (Cras) e da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR/RS) – deverá beneficiar mais de 500 pessoas no município, com um investimento de mais de R$ 50 mil.

Márcia ressalta que o valor investido se junta a outros R$ 110 mil aportados pela política pública nos últimos três anos. Ainda assim, a extensionista salienta que o PAA não é apenas “doação de alimentos” para populações em situação de insegurança alimentar, mas também a promoção da inclusão social no campo, por meio do fortalecimento da agricultura familiar. Por meio do programa, na modalidade Doação Simultânea, os agricultores têm um canal direto de comercialização, com os produtos sendo adquiridos com recursos do Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA).

Nesta primeira entrega do ano foram disponibilizados kits com feijão, abóbora, aipim, cenoura, batata-doce, moranga, ovos e repolho, além de cuca, bolo, pães de milho e de trigo e massa caseira, entre outros. “A gente fica muito grato por ter quem olhe para as pessoas mais simples e que não tenham condições de ter uma alimentação mais saudável”, salienta a agricultora Ivonilde Gonçalves, de Linha Tigre, uma das participantes do programa. “Para quem fornece a política pública também é vantajosa, já que representa venda garantida, possibilidade de divulgação dos produtos e fomento à economia”, observa o agricultor Marcelo Mariani, responsável pela entrega de massas e pães.

Além dos beneficiários do programa, o evento contou com a presença de diversas autoridades. O diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura, ressaltou a política pública como uma ação relacionada à saúde e a qualidade de vida das pessoas. “Fora o fato de que representa uma grande oportunidade para o município, de incentivo para que os produtores possam alcançar outros mercados”, analisa. “Quando a renda do município vai para frente, para nós, representantes de entidades, isso é motivo de felicidade”, avaliou, reforçando ainda a importância do Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf/RS), ao qual Pouso Novo já deu encaminhamento.

Outras autoridades, como o prefeito de Pouso Novo, Aloísio Brock, o diretor do Departamento de Mobilidade Social, Micro e Pequenos Negócios para a Segurança Alimentar, Erivelto Sinval, e o gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar, Carlos Lagemann, além de secretários, representantes de entidades, entre outros, também prestigiaram a solenidade. Brock valorizou o trabalho articulado entre as entidades no sentido de viabilizar a política pública de forma pioneira no município. “É algo que nos orgulha”, enfatizou. Já Sinval lembrou o fato de a política pública atingir muitas pessoas, com poucos recursos. “O que por si só já é um indicativo da sua importância”, reforçou.

Texto: Ascom Emater