Eventos Lajeado RSS

Evento pela paz mobiliza famílias do bairro Santo Antônio

 A ação foi inspirada pelo Projeto Guardiões da Paz da SLAN (Foto: Renata Leal)
A ação foi inspirada pelo Projeto Guardiões da Paz da SLAN (Foto: Renata Leal)

Atitudes em prol da paz estiveram presentes em todas as ações que ocorreram na tarde do sábado (11) no evento “Bairro Santo Antônio Unido pela Paz” no campo de futebol do bairro. A proposta buscou integrar e valorizar a comunidade do Santo Antônio com ações que contribuam para a paz, ao valorizar as potencialidades do local. O evento contou com a participação de tendas de serviço, alimentação, o plantio de uma muda de ipê amarelo, a árvore símbolo do município e um show de talentos com música, canto, dança e bandas das instituições da região.

As crianças moradoras do bairro que fazem parte da orquestra e coral do Projeto Cantando e Tocando Alegria de Viver da SLAN também participaram do evento. Uma das idealizadoras da ação foi a assistente social da Sociedade Lajeadense de Atendimento à Criança e ao Adolescente (SLAN) Márcia Duarte. Ela conta que o evento foi um sucesso por ter sido realizado com o apoio de famílias, instituições e do poder público. “Percebemos que quando nos unimos muitas coisas são possíveis. Esse trabalho surgiu de um círculo de construção de paz na comunidade, dentro do Projeto da SLAN, Guardiões da Paz”, diz a assistente social.

Márcia conta que foi a partir dos Guardiões que se identificou o potencial do bairro. “Essa ação teve a proposta de valorizar e identificar o potencial social, cultural e econômico que o Santo Antônio tem”, diz Márcia. Conforme ela é uma alegria grande ver que a comunidade acolheu o convite. “Sinal que de alguma forma a iniciativa sensibilizou as famílias. Paz requer respeito, alegria de viver e muita tolerância. Quando nos unimos para celebrar a paz é porque as pessoas acreditam e apostam”, conta. Serão realizadas outras ações no bairro.

Professora da SLAN por oito anos Zuleica Zanotelli acredita que esse encontro plantará uma semente na comunidade e no futuro colherão bons frutos. “Aos poucos vai brotando dentro de todos essa ação”, diz. Zuleica afirma que a paz tem sido tema constante no trabalho realizado com as crianças e jovens da instituição. “Trabalhamos em cima de reflexões, leituras e técnicas para que se ajudem. Hoje eles não realizam atividades com objetivo de competir, buscam ajudar os outros, brigam menos e conversam mais. Percebo a partir de pequenas ações que estão se entendendo”, destaca.

Há cinco anos frequentando o Centro Pedro Thalia Soares, de 11 anos, moradora do Santo Antônio conta que não havia visto uma ação como essa no bairro. “Muitos talvez estivessem nas ruas fazendo coisas ruins, mas foram contagiados pela paz e vieram assistir as apresentações”, diz a jovem que parabeniza a assistente social pela iniciativa e por todos os aprendizados que teve durante o ano. “Aprendi a respeitar mais o próximo, os pais, os professores, os colegas e a responder menos. Hoje converso antes de brigar, afinal nós como Guardiões da Paz, precisamos fazer o bem para todos”, diz.

Guardiões da Paz

O Projeto Guardiões da Paz da SLAN está sendo realizado durante esse ano na instituição para promover ações que favoreçam a formação de crianças e adolescentes conscientes, líderes e protagonistas de uma cultura de paz, contribuindo para o desenvolvimento de um trabalho proativo e preventivo.

A proposta do evento surgiu a partir do projeto Guardiões da Paz quando o Centro Pedro Albino Müller convidou as instituições do bairro e as famílias atendidas na SLAN para um Círculo de Construção de Paz para identificar as potencialidades de cada bairro. O círculo aconteceu também nos outros dois centros de atendimentos: Centro Lenira Maria Müller Klein e Centro Nora Oderich de Atendimento à Menina – Lar da Menina.

No trabalho realizado no Projeto Guardiões da Paz, Márcia conversou com as crianças e jovens sobre o papel de um guardião. “Falei que precisam dar exemplo e ser referência. Eles construíram valores com o próprio guardião e descobriram que a paz precisa partir da gente desde as mudanças nas atitudes, modo de falar ou tom de voz. Tudo se encaminha para a paz”. Nas rodas de conversa também fizeram reflexões sobre o que gostam nos bairros que residem. “Tem muitas coisas positivas no bairro Santo Antônio para celebrar. Vamos nos agarrar a elas”.

Integração da comunidade

Participaram da Comissão Organizadora: a SLAN com o Projeto Guardiões da Paz, a Escola Municipal do Ensino Fundamental Francisco Oscar Karnal, Escola Estadual de Ensino Médio Santo Antônio, a Prefeitura Municipal de Lajeado através da Secretaria Municipal da Saúde (SESA), a Secretaria do Trabalho, Habitação e Assistência Social (STHAS/CREAS), a Secretária Municipal de Educação (SED), a Secretaria da Cultura, Esporte e Lazer (SECEL), além do vereador Nilson do Arte que é do bairro, o Projeto Vida, a Escola Municipal de Educação Infantil Cantinho Mágico, além de igrejas do bairro e famílias.

Texto: Ascom Slan