Encantado RSS Rural - Agricultura Destaques

Ex-ministros participam de seminário avícola promovido pela Dália

Turra, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e ex-ministro, em sua explanação à plateia (Foto: Carina Marques)
Turra, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e ex-ministro, em sua explanação à plateia (Foto: Carina Marques)

A avicultura foi o assunto que norteou o ciclo de palestras de um seminário promovido pela Dália Alimentos na sexta-feira (30), no Clube Comercial de Encantado. O evento teve como participantes dois ex-ministros Odacir Klein e Francisco Turra, além do diretor do Grupo Cargill Animal Nutrition, Dr. Antônio Mário Penz Junior, e do consultor técnico da Cargill Animal Nutrition, Dr. Ricardo Ribeiro Guerra.

Penz, especialista em avicultura, enfatizou a atividade e o mercado, destacando que, embora a carne suína seja a mais consumida mundialmente, todas as religiões no mundo se alimentam de carne de frango, o que abre o leque e a gama para comercialização. Destacou alguns dos principais desafios do setor, incluindo os ligados à sanidade, e elogiou o modelo que será adotado pela Dália Alimentos, no formato associativo, dizendo que a avicultura chegou à era tecnológica. “Um aviário é uma indústria de produção de carne e este modelo que a Dália está adotando, no formato associativo, é eficiente e um ótimo negócio.” No final, parafraseou uma frase de Steve Jobs, que dizia que “não devemos fazer melhor que a concorrência, mas sim diferente.”

O presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA) e ex-ministro, Francisco Turra, falou acerca do mercado interno e, principalmente, externo. Segundo ele, 35% de toda a carne de frango exportada no mundo provém do Brasil e que mercados como o japonês, por exemplo, consome muita carne de frango e tem preferência pela carne brasileira por ser diferenciada. “É preciso ter produção com grife e conceito tendo em vista o mercado segmentado, com agregação de valor.”

A referir-se à Dália e ao seu novo projeto, Turra disse que a cooperativa é exemplo pelo fato de investir em um audacioso e grandioso projeto num momento de crise. “A Dália é visionária e está pensando no amanhã.” O diretor-presidente do BRDE e também ex-ministro, Odacir Klein, falou sobre a aprovação do crédito à Dália no valor de R$ 95 milhões para edificação do Complexo Avícola. “É um projeto corajoso e audacioso em que o BRDE aprovou por unanimidade o crédito por acreditar que a Dália investe em projetos inovadores e com muita responsabilidade.”

Também esteve presente como debatedor o presidente da Fuvates e vice-reitor da Univates, Carlos Cyrne, mencionando que é um projeto grandioso da Dália. “Nosso vale é rico, mas precisa se reinventar nas formas de produção e, neste sentido, agradecemos à Dália por essa iniciativa pioneira de produzir alimentos. Os projetos ligados à Dália permitem ganhar dinheiro em regime de cooperação.”

O presidente do Sicredi Região dos Vales, Ricardo Cé; o presidente do Conselho de Administração da Dália, Gilberto Antônio Piccinini; e o presidente Executivo da Dália, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, também atuaram como debatedores.

O consultor técnico da Cargill Animal Nutrition, Dr. Ricardo Guerra, levou ao público informações referentes a dois temas: “Ambiência: o que influi no sucesso da produção avícola” e “Biossegurança: Cuidados que devemos dispensar às nossas aves.”

Início da terraplenagem
Na primeira semana de outubro iniciaram-se as obras de terraplenagem em Palmas, município de Arroio do Meio, local onde será construído o Complexo Avícola com abatedouro, fábrica de rações e fábrica de farinhas. Essas obras deverão levar em torno de dois anos para serem concluídas.

Saiba mais
A Dália Alimentos novamente será pioneira em mais um projeto que terá como diretriz o conceito do associativismo. Desta vez, na área avícola, ingressando em um novo segmento: o de aves. As primeiras etapas do Projeto Avícola se desenvolveram no decurso do mês de julho, quando os condomínios foram constituídos e fundados. No total serão nove condomínios distribuídos em municípios das regiões do Vale do Taquari e do Vale do Rio Pardo, com a participação de uma média de 25 associados em cada.

Foram aprovados os estatutos e constituídos os condomínios nos municípios de: Marques de Souza, Encantado, Relvado, Guaporé, Venâncio Aires, Vespasiano Corrêa, Mato Leitão, Anta Gorda e Arroio do Meio. Estes núcleos serão os responsáveis por produzir os frangos de corte que abastecerão o Complexo Avícola que será construído no município de Arroio do Meio, na localidade de Palmas, próximo ao Complexo Lácteo da Dália Alimentos. Neste local será instalado o frigorífico de aves, a fábrica de rações e a fábrica de farinhas. O investimento neste complexo será de R$ 95 milhões. Já o investimento em cada condomínio (núcleo de produção) será de R$ 5 milhões.

A etapa do projeto ora em andamento consiste na busca por áreas de terra entre 10 e 12 hectares, junto às administrações municipais para a construção dos condomínios, que será em parceria público-privada. Os trâmites devem se iniciar nos próximos dias.

Texto: Ascom Dália Alimentos