Arroio do Meio RSS Rural - Agricultura Destaques

Famílias recebem certificados da Escola do Leite

Formandos receberam certificado de presença nas aulas (Foto: Carina Marques)
Formandos receberam certificado de presença nas aulas (Foto: Carina Marques)

O diploma em mãos refletiu a alegria sentida por 61 famílias que, na sexta-feira (15), receberam o certificado de participação na Escola do Leite da Dália Alimentos. De par com um período em que os produtores de leite sofrem com a crise vivida pelo setor, o evento foi um momento solene e festivo para a classe trabalhadora.

A entrega ocorreu no CTG Querência de Arroio do Meio e certificou as 61 famílias que participaram das aulas do projeto desenvolvido ao longo do ano de 2016, junto aos associados da região de Arroio do Meio, que engloba os municípios de Arroio do Meio, Cruzeiro do Sul, Lajeado, Mato Leitão, Santa Clara do Sul, Venâncio Aires, Capitão e Travesseiro.

De Santa Clara do Sul participou da formatura o casal Marcos André Gottselig (44) e Tamara Ohlweiler (32), junto das filhas Samanta (15) e Sabrina (10). Marido e esposa se revezaram e participaram de todos os dez módulos da Escola do Leite, a fim de buscar conhecimento para melhor gerir a propriedade de 5,4 hectares e produção de 170 litros de leite por dia. “Conseguimos melhorar a produção, modificando a forma de controlar os piquetes, antes não medidos. Agora, a gente mede e consegue aproveitar melhor a área de terra como um todo”, diz Tamara, observando que também houve melhorias nos índices de Contagem Bacteriana Total (CBT) e Contagem de Células Somáticas (CCS).

Com o certificado em mãos, Heitor Luiz (47) e Marilei Richter (44) e a filha Andressa (18) destacaram que, após a passagem pelas aulas, conseguiram aprimorar o melhoramento genético. Os três marcaram presença nas aulas da escola e, segundo o pai, o projeto motivou a família a realizar anotações, marcar os dados de produção, fazer a medicação do leite individualmente por vaca, dentre outros fatores que melhoraram a produtividade do rebanho responsável pelos 190 litros de leite produzidos diariamente na propriedade com 7,2 hectares. “A principal diferença que notamos foi quanto ao melhoramento genético. Também conseguimos melhorar o piqueteamento, utilizando melhor a área, que não é tão grande”.

O supervisor do Setor de Gado Leiteiro, Fernando Oliveira de Araujo, disse que a entrega dos certificados encerra uma importante etapa dentro da Escola do Leite, que é um dos três programas de assistência técnica desenvolvidos pela Dália no setor de gado leiteiro – os outros são Leite Saudável (370 produtores participantes) e Vale dos Lácteos (64 famílias participantes). “O projeto leva até o campo a informação e com ela proporciona a troca de conhecimento entre todos os participantes, de todas as turmas. As aulas permitiram sanar dúvidas e melhorar os índices”.

O presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, lembrou que o modelo da Escola do Leite foi originário da Espanha, na região da Galícia, após estudos e viagens ao exterior em busca de avanços para a cadeira leiteira. “A Dália preocupa-se em investir no conhecimento e, principalmente, nas pessoas. Este, talvez, seja o primeiro certificado na vida de muitos e esperamos que seja um motivo para amenizar os empecilhos e dar mais motivação ao produtor de leite que hoje, junto à cooperativa, passa por um momento de dificuldades face à crise instalada no setor”. Também prestigiou a formatura o conselheiro da região de Arroio do Meio, Rodrigo Schmitz, o ex-conselheiro Rubino Rahmeier e os técnicos Alessandro Talamini e Volnei Zarth.

Escola na região de Júlio de Castilhos
A Escola do Leite consiste num novo formato de assistência técnica oferecido aos produtores de leite da Dália Alimentos. Uma caminhonete-furgão equipada com sistema de áudio e vídeo, com toldos e cadeiras, desloca-se até propriedades-modelo, a fim de levar conhecimento, reunindo associados de diferentes cidades numa tarde voltada à troca e ao compartilhamento de informações.

Em 2014, logo após a sua criação, a Escola do Leite percorreu a região de Anta Gorda. Em 2015 os trabalhos foram desenvolvidos na região de Progresso, no ano seguinte na região de Arroio do Meio e, desde o mês de março deste ano, a Escola do Leite está instalada na região de Júlio de Castilhos.

Texto: Ascom Dália Alimentos