Educação Encantado RSS Destaques

“Fazer parte da história da LUMECEP é motivo de orgulho”

Hennig é professor há mais de três décadas (Foto: Arquivo/LumeCep)

Nossa segunda personalidade, em comemoração aos 10 anos da Lume Centro de Educação Profissional (LUMECEP), celebrado no dia 7 de fevereiro, é o professor Carlos Hennig. Em entrevista, ele revela alguns momentos marcantes e quais mudanças ocorreram durante esses anos atuando junto à escola.

De que forma surgiu o contato com a escola?
Carlos: Meu contato inicial com a escola ocorreu de forma profissional, quando o diretor da instituição (então coordenador) Luciano Fontana convidou-me para ministrar aulas de Português no primeiro curso preparatório para concursos oferecido na época.

Relata sobre o teu trabalho, momentos marcantes junto à LUMECEP.
Carlos: Antes de atuar na LUMECEP, lecionei por 24 anos em escolas de ensino regular. Encontrava-me frustrado e não mais pretendia trabalhar com educação. Menciono esse fato porque o convívio e a interação com esta instituição de imediato devolveram-me a autoestima e a percepção de que, a partir de planejamento e propostas sérias, a educação para a cidadania acontece. Embora este seja o aspecto pessoal mais marcante, há muitos outros, como termos colaborado para a aprovação de muitos alunos em concursos públicos (inclusive uma pessoa em 1º lugar), a oferta de cursos rápidos em diversas áreas, a aprovação de cursos técnicos e o reconhecimento da comunidade regional. Também são marcantes os encontros informais da equipe de trabalho e colaboradores, pois apesar de serem momentos descontraídos, o respeito sempre está presente, o que ratifica a postura ética da instituição.

O que mudou de 2008 a 2018?
Carlos: Na verdade, 2007. Ocorreram muitas e grandes mudanças do momento inicial até o presente ano. Lembro que a então denominada Lume era subdividida em uma equipe de eventos e outra de cursos. Esta inicialmente ofereceu cursos na área da informática, em uma saleta. Em outra sala, também pequena, era atendida a primeira turma de curso preparatório para concursos, através de convites e divulgação realizados corpo a corpo pela cidade. Em poucos meses a escola precisou locar espaço físico maior, pois as turmas aumentavam, além de oferecer também o estudo da língua inglesa. O passo seguinte foi a oferta de cursos técnicos e, agora, em suas instalações atuais, disponibiliza uma gama de auditórios, salas de reuniões, salas burocráticas, biblioteca, recepção e até cantina. Logicamente não é o espaço físico que determina a qualidade de ensino, mas exemplifiquei desta forma porque no caso da LUMECEP ele demonstra a expansão e o crescimento da instituição.

O que significa fazer parte dessa história?
Carlos: Fazer parte da história da LUMECEP é motivo de orgulho. Nessa engrenagem de ensino e estudo eu sou apenas um colaborador que ministra aulas de Português, mas sei que para cada encontro das diversas disciplinas e cursos há um grande trabalho e engajamento de uma equipe sintonizada e comprometida com a ética, com a qualidade e, principalmente, com a valorização humanística.

O que tens a dizer à LUMECEP por esses 10 anos?
Carlos: Primeiramente preciso engrandecer a equipe de trabalho pela determinação, ética e profissionalismo com que atua, sempre buscando inovações e fomentando possibilidades de crescimento em cursos que corroboram aos anseios dos alunos e demandas do mercado de trabalho. Em segundo, agradecer pelo privilégio de fazer parte desse time, pois sinto-me sempre muito bem ambientado e reconhecido pelo trabalho desenvolvido. Finalmente, declarar que são raras as instituições de ensino que apresentam tão grande crescimento em poucos anos, tanto quantitativa como qualitativamente. Ano a ano a LUMECEP se supera; portanto, parabenizá-la por seu décimo ano de sucesso não é nenhuma lisonja, mas sim o reconhecimento de um trabalho realizado com competência e humanismo.

Texto: Assessoria de Imprensa LUMECEP