Cultura Eventos Destaques Lajeado

Feira do Livro dá lugar à Festa Literária de Lajeado

Evento tradicional na cidade muda de nome e ocorre de forma virtual – Lidiane Mallmann/ Arquivo

Por causa da pandemia de coronavírus, o evento será feito de forma online

A tradicional Feira do Livro de Lajeado, com realização do Serviço Social do Comércio (Sesc) e da Prefeitura, não ocorrerá neste ano. Mas os amantes dos livros podem ficar tranquilos, pois a Festa Literária de Lajeado foi confirmada.

Com programação completamente virtual e local, o evento acontecerá em plataformas digitais, que ainda serão escolhidas pelos organizadores, entre os dias 19 e 25 de outubro. O evento deste ano não se chamará Feira do Livro, pois o termo envolve outras linguagens, como música, artes cênicas e artes visuais.

Segundo a diretora do Sesc, Betina Durayski, mesmo com a pandemia de coronavírus, a data não poderia passar em branco. “A literatura, a leitura e as artes em geral têm um papel fundamental e transformador para as pessoas”, comenta.

Assim como a Feira do Livro, a Festa Literária terá apoio da Univates e da Academia Literária do Vale do Taquari (Alivat). As livrarias da cidade que mostraram interesse no projeto também serão convidadas a participar, de forma online, com atividades como dicas de leituras e hora do conto.

“Queremos promover atividades leves, bacanas, que instiguem os leitores, mas preservando a segurança das pessoas neste momento”, salienta Betina. Ela destaca que a ideia é que a programação dure a semana toda, com atividades para todos os públicos, de crianças a adultos.

A diretora ressalta ainda que estão trabalhando com escritores, artistas e livrarias locais, valorizando os talentos da região. Betina também diz que a programação do evento será disponibilizada depois do dia 10 de setembro.

 

Resgate histórico da Feira

O secretário de Cultura, Esporte e Lazer (Secel), Carlos Reckziegel, destaca que a Feira do Livro é um evento cultural que busca democratizar o acesso à leitura. “O evento tem grande relevância para a formação pessoal e cultural dos frequentadores”, diz.

Pela importância que a feira tem e para continuar incentivando a leitura, principalmente para as crianças, o secretário comenta que optou-se pelo evento online. “Este ano, o nome será Festa Literária com o intuito de celebrar a leitura”, frisa.

Reckziegel comenta que a Festa Literária será repleta de programações diferenciadas, entre elas hora do conto, pílulas literárias e o resgate histórico da feira, tudo em uma forma dinâmica e de fácil acesso para toda a comunidade. “Queremos levar para as pessoas o acesso aos livros e à literatura, de uma forma diferente”, conclui.

 

FONTE: INFORMATIVO