RS Eventos

Fenadoce 2019 encerra com 246 mil visitantes e mais de 1,3 milhão de doces vendidos

Após 19 dias, a Fenadoce 2019, que encerrou neste domingo, 23 de junho, em Pelotas, termina superando os números da edição anterior e consolidando a importância do doce para a economia local e o patrimônio pelotense. Essa é avaliação da comissão organizadora da 27ª Fenadoce, que se desafiou a trabalhar a tradição doceira e o patrimonio histórico como temática, com base do reconhecimento como patrimonônio material e imaterial, concedio ano passado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan. A feira recebeu 246 mil visitantes e contabilizou um volume de mais de 1,3 milhão de doces vendidos. A Fenadoce 2019 recebeu ainda mais de 900 excursões de todo o país e até mesmo de países vizinhos. Além disso, a feira mais uma vez promoveu a visita de crianças de escolas da rede pública da região, recebendo mais de 45 mil alunos. Os doces mais vendidaos esse ano foram quindim, bombom de morango e bem-casado, repectivamente.

De acordo com o conselho-gestor da Câmara de Dirigentes Lojistas de Pelotas (CDL), entidade organizadora da feira, reforçar o tema do patrimônio e da tradição doceira foi o ponto chave para os resultados positivos, além de muito tabalho de toda a equipe. “Ao levarmos para a sociedade o doce como parte fundamental de nossa economia e cultura, conseguimos transcender muitas fronteiras, trazendo benefício não apenas para o evento, mas para toda a economia da região sul do RS. Isso se refletiu no número recorde de excursões, por exemplo, que trazem os turistas para conhecer e consumir na cidade de Pelotas. Atividades como a Fenadoce Cultural e o Festival de Gastronomia também demostram que a feira é o ponto forte do ano para exaltar nossas potencialidades. Por isso, estamos muito satisfeitos com mais essa edição e prontos para iniciar a contrução da próxima”, avaliou Adilson Buroxid, gerente executivo da CDL Pelotas.

Simone Bica, presidente da Associação dos Produtores de Doces de Pelotas, que tomou posse durante a feira, disse que se sente com a missão cumprida. “Este ano vivi, além da fábrica e a venda no estande, a função de representantar a associação, o que é muito graficante. Acredito que fizemos um ótimo trabalho em conjunto com a CDL e agora é se preparar a próxima edição”, afirmou.

A Fenadoce 2019 é uma realização da CDL Pelotas, tem patrocínio Banrisul; Sicredi; Gelei e Osirnet; Apoio da Biscoitos Zezé; Ecosul e Farmácia São João e apoio institucional da Universidade Federal de Pelotas, Câmara Municipal de Pelotas e Prefeitura Municipal de Pelotas. A Fenadoce Cultural tem financiamento Pró-Cultura RS LIC Governo do Estado do RS, com patrocínio de Osirnet e Biscoitos Zezé e Farmácia São João.

Ciclo de Negócios reuniu mais de 2 mil pessoas

Pelo segundo ano a Fenadoce promoveu uma semana de atividades voltadas ao emprendedorismo. De 10 a 16 de junho, palestras, debates, talks e uma rodada de negócios foi realizada no Centro de Eventos para os interessados em promover seus negócios, ampliar netwoking e conhecimento. Mais de 2 mil pessoas se inscreveram nas atividades. A Rodada de Negócios, desenvolvida em parceria com a Associação Comercial de Pelotas (ADP), Sebrae/RS, CDL Pelotas e Sicredi, contou com 70 empresas vendedoras e 11 empresas âncoras.

Feira da Agricultura Familiar

Novamente o espaço da Feira da Agricultura Familiar se destacou na Fenadoce. Os visitantes puderam conferir produtos coloniais de várias localidades do Estado. O volume de vendas, segundo o Assistente Técnico Regional da Emater, Renato Cogo, deve fechar em torno de R$ 730.000,00. “Um segmento que foi acima do esperado foi a floricultura, em especial o empreendimento que comercializou orquídeas. Outro que se destacou foi o que ofereceu frutas desidratadas, que teve bom crescimento de vendas”, contou Renato. Os empreendimentos da zona sul também mostraram bom desempenho em comparação ao ano passado, sendo que o que mais cresceu foi a Aura Verde, que vende conservas vegetais, surpreendendo os proprietários.

O pavilhão reservado aos produtores contou com 62 estandes divididos entre os segmentos de Agroindústria, Artesanato e Floricultura. A feira foi promovida pela Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural – SEAPDR, Emater, Embrapa, Festag, Fetraf e Prefeitura de Pelotas.

Fenadoce Cultural
Novamente a arte e a cultura foram o destaque da programação da Fenadoce. Nesta 27ª edição foram mais        de 800 apresentações com a participação aproximada de 9.000 artistas. A Fenadoce Cultural é uma reconhecida vitrine artística, que ajuda a promover as produções locais. As performances ocorreram em quatro palcos, com apresentações de dança, música, teatro e tradições gaúchas. Para Adriane Silveira, produtora cultural da Fenadoce, o desafio foi cupmpido por todos com maestria. “Todo ano trabalhamos com uma equipe que busca valorizar o que é nosso, nossos artistas, musica e cultura, e por isso a Fenadoce Cultural é um espaço privilegiado e os atistas se sentem tão felizes de participar”.

O espaço Arte do Doce este ano transportou parte do patrimònio histórico pelotense para dentro da feira por meio do trabalho do artista Leandro Selister. “Fazer esse projeto para a Fendaoce 2019 e levar Pelotas, por meio do meu desenho, para dentro da feira, foi uma experiência única e uma realização enquanto artista e ex-morador, pois foi onde passei minha infância e adolescência. Poder levar meu olhar como artista para o patrimônio histórico foi muito importante. E tenho que ceteza que foi um trabalho bem sucedido pelo retorno que tive nas redes sociais e amigos”, contou Leandro.

A Fenadoce Cultural é financiada pelo Pró-Cultura RS – LIC – Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer do Governo do Estado do Rio Grande do Sul e contará com patrocínios de Osirnet e Biscoitos Zezé.

Festival de Gastronomia

Inserido na temática central da Feira, a programação da 5ᵃ edição do Festival de Gastronomia da Fenadoce promoveu palestras, oficinas e aulas show para a disseminação da cultura gastronômica de Pelotas. As atividades foram realizadas em parceria com a Universidade Federal de Pelotas (UFPel), que durante a programação abordou o processo de patrimonialização dos doces de Pelotas, e a Fecomercio- SENAC Pelotas, que atua no incentivo à utilização de produtos locais.

“O festival foi um sucesso na nossa avaliação muito em virtude da participação ativa dos visitantes da feira. Todas as aulas show tiveram lotação máxima e uma participação de pessoas de diferentes idades”, avaliou Felipe Hermann, professor do Curso de Gastronomia da UFPEL. Ele destacou que outro ponto foi o fascínio dos participantes com os produtos locais, especiais os exóticos, como o butiá, a aula show com pancs, etc.. O professor contou ainda que chefs renomados da zona sul e de porto alegre que participaram destacaram a riqueza da gastronomia local e a afinidade com a feira.

Bryan Chaplin, Coordenador da Área de Gastromia do Senac Pelotas, também fez uma avaliação positiva. “A feira teve uma boa representatividade e o SENAC fica feliz de participar mais um ano, contribuindo não só para a feira, mas para a cidade e seu desenvolvimento, como uma instituição de ensino, não só de gastronomia, mas neste ponto com o foco na gastronomia. É um privilegio estar participando”, disse.

Site: www.fenadoce.com.br  | Facebook: www.facebook.com/fenadoce

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA
crédito: Rafael Takaki e Roberto Dias