RSS Roca Sales Rural - Agricultura Destaques

Fruticultura é tema de seminário em Roca Sales

IF
Verrugose da goiaba, podridão da uva e pinta preta e morte de plantas na bergamota foram os temas abordados (Foto: Tiago Bald)

Um grupo de produtores de Roca Sales participou na terça-feira (13), no salão da comunidade de Três Pinheiros, de um seminário sobre fruticultura. Organizado pela Emater/RS-Ascar e pela União Rocassalense dos Clubes de Mães – com o apoio da cooperativa Sicredi, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Prefeitura –, o evento abordou, na parte da manhã, três temas: verrugose da goiaba, podridão da uva e pinta preta e morte de plantas na bergamota. Na parte da tarde houve atividade de campo com demonstração de podas em goiabeira e bergamoteira e manejo da fertilidade do solo.

Os assuntos, de acordo com o extensionista da Emater/RS-Ascar, Guilherme Miritz, partiram de uma demanda dos próprios produtores, estando de acordo com a realidade vivenciada em suas propriedades. “A doença da goiaba, por exemplo, apareceu na última safra e, inicialmente, foi confundida com uma antracnose”, comenta. “E isto exigiu de nós uma investigação maior para que identificássemos qual era o verdadeiro problema”, completa.

Miritz, que foi o responsável pela palestra sobre verrugose da goiaba propôs o monitoramento das propriedades com visitas semanais para observação da ocorrência de pragas e inspeções periódicas por parte dos agricultores. “Somente após a identificação deve ser utilizado algum controle químico”, explica. “Sobre as ações preventivas, o mesmo vale para a podridão da uva que, com adubação equilibrada, realização de poda verde e uso de calda sulfocálcica no inverno, pode ser evitada”, salienta o extensionista da Emater/RS-Ascar, Jorge Capelaro.

Já o extensionista da Emater/RS-Ascar Derli Bonine abordou a principal doença que afeta as bergamotas: a pinta preta. Em sua fala, enfatizou as tecnologias disponíveis para o controle da doença e que envolvem uma série de alternativas, entre elas os métodos de manejo do pomar – com podas, uso de cobertura verde, roçadas e adubação –, e também o controle químico com o uso de fungicidas. “Se não for tratada, a doença pode causar sérios prejuízos aos citricultores, com depreciação e queda de frutas maduras”, ressalta.

Foi esse o caso do anfitrião da atividade da tarde, o agricultor Silvino De Bona, que há dois anos teve severas perdas em suas bergamoteiras, com a ocorrência da pinta preta. “Com o manejo adequado conseguimos solucionar o caso”, lembra. Hoje, o produtor colhe por safra cerca de 10 toneladas de frutos, que são retirados dos 500 pés de bergamotas existentes na propriedade. “É uma atividade que nos deixa satisfeitos”, observa Bona, que há 15 anos trocou de matriz produtiva – cultivava soja e milho – em busca de mais renda e qualidade de vida.

O fato de Bona também ter em seu pomar 600 pés de goiabas, dá conta da diversidade que envolve a fruticultura em Roca Sales. Bonine, que também é assistente técnico regional em Sistema de Produção Vegetal na Emater/RS-Ascar destaca o trabalho continuado no município, com a existência de pomares de caquis, uvas, pêssegos e atemoias. “E isto reflete a importância social e econômica da produção de frutas no município”, pondera. O seminário também foi prestigiado pelo prefeito Amilton Fontana.

Texto: Ascom Emater