Economia Política Estrela

Funprev apresenta Avaliação Atuarial aos servidores

Avaliação atuarial do Funprev foi apresentada a todos os servidores concursados

Gestão do Fundo foca na transparência e realiza ações para garantir a qualidade da aposentadoria 

Cerca de 300 servidores concursados do município, assim como aposentados e pensionistas, participaram, nos dias 19 e 20 deste mês, de encontro que tratou da Avaliação Atuarial do Fundo de Previdência dos Servidores Públicos de Estrela (Funprev).  A apresentação foi feita pelo atuário Guilherme Thedeu Lorenzi Walter.
Com foco na transparência, o Fundo vem realizando, junto com a Secretaria da Administração e Recursos Humanos, uma série de medidas para garantir a qualidade da aposentadoria para todos, sem inviabilizar as ações do município.
Entre elas está a implantação de sistema próprio para o Funprev e, pela primeira vez, foi realizada este ano a “prova de vida”, com o objetivo de evitar fraudes e pagamentos indevidos. Dois casos foram constatados, de aposentados já falecidos, e tomadas as medidas necessárias a fim de buscar o ressarcimento dos valores. O Governo de Estrela também cedeu uma contadora para acompanhar as atividades do Fundo.
O Funprev, que é gerido exclusivamente por servidores do município, possui dois grupos. Um deles é formado por funcionários que ingressaram no serviço público antes de 2003, que conta com 260 ativos, 185 aposentados e 47 pensionistas. Este apresenta déficit atuarial e não recebe mais contribuintes. O segundo grupo é formado por aqueles que foram admitidos depois de 2003. Possui 325 ativos, seis aposentados e três pensionistas e é superavitário, no qual ainda estão ingressando futuros beneficiários.
Quanto à situação financeira, o presidente do Funprev, Roberto Arenhart, informa que  a disponibilidade do Plano Financeiro (grupo antigo/antes de 2003) é de R$ 20.954.376,64 e do Plano Previdenciário (grupo novo) chega a R$ 31.843.876,30, conforme cálculos apresentados referentes a dezembro/2018. Ressalta, por fim, que o grupo daqueles que ingressaram antes de 2003 não recebe mais servidores, mas segundo ele, não correm risco quanto ao pagamento de suas aposentadorias no futuro, pois de acordo com o que prevê a legislação, estas devem ser suportadas pelo município. Ele ressalta que, para manter a viabilidade financeira, o Fundo conta com assessorias, inclusive para investimentos.
Texto: Paulo Ricardo Schneider
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela