tempo RS RSS

Geada no Sul, Sudeste e no Centro-Oeste

7fe96bacf0bd0c84780f748ef4f688b8Uma forte queda da temperatura está sendo prevista para o período de 9 a 13 de junho de 2017, com a passagem de uma intensa massa de ar de origem polar sobre o Brasil. A expectativa é que o resfriamento seja mais acentuado do que aquele que ocorreu no fim de abril, quando foram observadas as primeiras temperaturas abaixo de zero no país, e também do fim de maio.

A queda da temperatura começará a ocorrer já nesta quinta-feira, 8 de junho, sobre parte do Sul do Brasil e de Mato Grosso do Sul, mas ainda de forma suave. É a partir do dia 9 e principalmente no fim de semana, 10 e 11 de junho, que o país deve experimentar o frio mais intenso desta nova massa de ar polar. Temperatura abaixo de zero e geada ampla, até de forte intensidade, é esperada para várias áreas do Sul do Brasil. Desta vez, a geada também poderá se formar com moderada intensidade sobre o norte do Paraná e não se descarta algum dano nos cafezais.

No Centro-Oeste, o resfriamento será bastante acentuado no centro-sul de Mato Grosso do Sul e há risco de geada.
O frio intenso desta massa polar também será sentido na Região Sudeste e há condições para geada no sul de São Paulo no fim de semana. A Mantiqueira, o Sul de Minas e a região do Parque Nacional do Itatiaia, no sul do estado do Rio de Janeiro, também estão nas áreas de risco de geada.

2aae2e163d17a94eba53c3f2e1231490

Ar polar continental
Esta nova massa de ar polar que ingressa no Brasil nos próximos dias terá características continentais, da mesma forma como ocorreu com as fortes massas polares do fim de abril e do fim de maio deste ano. Isto significa que o ar polar entra no país pelo interior do continente, sem se misturar com a umidade marítima. O centro da massa polar (região mais fria) é levado por uma circulação de ventos especial para a região entre o norte da Argentina, o sul da Bolívia e o Paraguai e depois avança sobre o Brasil. Nesta situação, o centro da massa polar passa sobre o interior do país, o que causa um resfriamento muito mais intenso, prolongado e abrangente.

Noites longas
Outro fator que vai colaborar para manter o frio e as condições para geada é a noite longa, pois já estamos próximos do solstício de inverno que ocorre no dia 21 de junho, à 1h24, pelo horário de Brasil. É nesta época do ano, alguns dias antes e alguns dias depois do solstício de inverno que temos o maior número de horas de noite, ou as noites mais longas do ano e os dias mais curtos.

Texto: Ascom Climatempo