Saúde Destaques Estrela

Governo renova contrato com Hospital e anuncia cirurgias eletivas

Ato nesta sexta-feira na Prefeitura marcou a assinatura do contrato e novo acordo traz novidades e benefícios na gama de serviços de atendimento à população

O Governo de Estrela e a Sociedade Sulina Divina Providência – Hospital Estrela selaram, nesta sexta-feira (20), o contrato de renovação da parceria entre as partes, que como tradição terá 12 meses de validade. O ato realizado na sede da prefeitura teve como objeto unificar as novas bases da relação. Entre as mudanças, o aumento da gama de serviços oferecidos à população, principalmente os ligados ao Pronto Socorro, e como grande novidade o anúncio do início do programa de cirurgias eletivas, que estava paralisado há quase dois anos, muito em função da maior concentração hospitalar no combate a Covid.

O ato contou com a presença do prefeito Elmar Schneider; do vice João Carlos Schäfer; do secretário municipal da Saúde, Celso Kaplan, e demais secretários; do presidente da Câmara de Vereadores, Ernani de Castro; do diretor de operações da Rede de Saúde Divina Providência, José Clóvis Soares; da diretora institucional do Hospital Estrela, irmã Clair Teresinha Soares; e do gerente geral Johnie Locatelli; do representante do Corpo Clínico, doutor Leonardo Zavaschi; demais autoridades, convidados, comunidade e imprensa.

O prefeito Elmar Schneider reforçou a importância da parceria, mas ressaltou a necessidade desta ser feita cada vez mais em conjunto para o melhor atendimento das demandas da população. “Crianças quando chegam na casa de suas famílias hoje, a primeira coisa que pedem é, ‘qual é a senha da internet?’ Nós estamos deixando de brincar com a bola, de dizer um ao outro, ‘você é importante para a minha vida’. Acredito que Deus, com a pandemia, nos mandou um recado, para nos alertarmos quanto a necessidade de pararmos um pouco para pensarmos mais no outro, e é isso que desejamos com este novo contrato”, iniciou. “Eu vejo no hospital, uma referência regional e estadual, realmente como uma casa da família, que para muitos é vista como um braço da prefeitura, parte da nossa família. De fato fomos, somos e seremos parceiros. E este contrato é acima de tudo uma garantia a todos de que lá naquela nossa casa, olharemos com ainda mais carinho para nossos familiares, pois quem vai ao Hospital não vai para fazer turismo, e sim porque está precisando”, sinalizou.

O secretário Celso Kaplan avaliou. “Tivemos um longo trabalho para abrirmos um novo diálogo com o hospital. Queremos ter uma boa comunicação com o Hospital Estrela. Também uma boa relação, uma parceria saudável, mas o município igualmente necessita ter respostas em ações e objetividade. E se essa renovação do contrato se resume basicamente ao Pronto Socorro e aos profissionais que ali trabalham, vamos lembrar que trata-se da porta de entrada do hospital”, frisou. O diretor de operações da Rede de Saúde Divina Providência, José Clóvis Soares, salientou. “Nesses dois anos desde que assumimos o hospital, enfrentamos um dos maiores desafios que esta casa deve ter passado, isso em razão da pandemia. E o fizemos muito bem dentro de nossas possibilidades, com excelentes resultados. Muito graças ao trabalho em conjunto com a Prefeitura, a Secretaria de Saúde e a comunidade. Se não fosse os esforços dessa união, os resultados seriam bem piores. O contrato hoje assinado também é fruto dessa união, onde se busca o equilíbrio econômico, assistencial e social”, afirmou.

Programa Assistir

O prefeito Schneider ainda fez uma observação a respeito das cirurgias eletivas e o Pronto Socorro. “Quando optei pela gestão plena da Secretaria da Saúde, eu tinha certeza de que lá na frente viriam os frutos. O Hospital Estrela vai passar a receber, com o Programa Assistir, mais de R$ 1 milhão ao ano como investimento e incentivo ao SUS. Vamos assim olhar com mais atenção às donas Marias com dores nos seus joelhos há anos, às donas Olindas com problemas em suas colunas há muito tempo, todas necessitando das cirurgias eletivas. Não precisa ser hoje, mas quem sabe já na próxima semana, ir lá fazermos mutirão para atender a estas senhoras e tantas outras amigas e seus familiares com seus problemas de saúde, pois isto está no contrato”, alertou, ao fazer pedido especial à direção do Hospital.

Serviços

O acordo reforçou os serviços contratados que compreendem a utilização, pelos usuários do SUS, da capacidade instalada e dos recursos do Hospital, incluídos seus serviços médico-hospitalares, os quais poderão ser empregados para atender clientela particular, inclusive a proveniente de entidades privadas, desde que mantidos, no mínimo, 60% da disponibilidade de leitos e serviços em favor da clientela universalizada. Também viabilizar o custeio e a manutenção de Serviços de Atenção Primária à Saúde, de Média Complexidades e Urgência/Emergência em Saúde, realizados junto ao Hospital Estrela, proporcionando atendimento adequado e condigno à população, através de Manutenção do Pronto Socorro; Manutenção dos serviços básicos e de urgência/emergência; Serviço de Traumatologia em Urgência/Emergência; Serviço de Neurologia em Urgência/Emergência; Serviço de Obstetrícia; Serviço de Pediatria; Serviço de Ginecologia em Urgência/Emergência; Serviços de Clínica Geral; Serviços de Cirurgia Geral em Urgência/Emergência; Serviços de Anestesiologia em Urgência/Emergência; Os atendimentos de outras especialidades como urologia, vascular, otorrinolaringologia, oftalmologia, dermatologia, cirurgia pediátrica, cirurgia plástica poderão ser realizadas mediante avaliação de capacidade técnica e disponibilidade dos profissionais de teto físico/financeiro no contrato.