Saúde RS RSS Imigrante

Grupo busca melhorar qualidade de vida de diabéticos e hipertensos

Todos interessados podem participar dos encontros (Foto: Luise Tombini/Divulgação)

Com o propósito de evitar que diabéticos e hipertensos tenham complicações causadas por estas patologias, a Secretaria Municipal da Saúde e Assistência Social está promovendo o grupo mensal pra orientar e esclarecer dúvidas dos pacientes. No dia 26 de julho, o grupo esteve reunido com o médico Sidnei Strey, no auditório do Centro de Saúde da Família.

Strey relatou que os casos de pacientes com diabetes vem aumentando muito. Umas das causas é a população que está envelhecendo mais, mas principalmente em decorrência das pessoas estarem acima do peso ideal, associado a hábitos de vida não saudáveis.

O médico explicou que a glicose é o combustível do corpo humano. Ela fornece a energia para as células do organismo, que a capta com o auxílio da insulina produzida pelo pâncreas. Em uma pessoa com diabetes, as células perdem a capacidade de captar a glicose e ela se aumenta no sangue.

Com isso, o pâncreas passa a produzir insulina em demasia o que acarretará em sua falência ao longo dos anos, e ele deixa de produzi-la. Nesse ponto será necessário que o paciente faça uso de insulina, além das outras medicações para o diabetes que já vinha usando.

O excesso de glicose no sangue aumenta a densidade sanguínea e este, acarretará em danos aos menores vasos do corpo. Os órgãos mais prejudicados com isso, são os rins, que possuem micro vasos para filtrar o sangue. Se não for amenizado, o excesso de glicose no sangue leva à falência dos rins, levando o paciente a ter que fazer hemodiálise.

Por esse motivo o diabético também pode ficar cego e perder a sensibilidade nas extremidades do corpo.

Estas são algumas das complicações que um diabético pode ter. Strey enfatizou que a alimentação adequada e a perda de peso são fundamentais para a qualidade de vida de uma pessoa que sofre com diabetes. Por isso, segundo ele, um dos profissionais mais importante no tratamento diabético é o nutricionista, que irá orientar novos hábitos alimentares e estimular a mudança de comportamento. Conseguindo manter controlados os níveis de glicose no sangue, pode-se até diminuir o uso da medicação. Mas é claro, sempre com a prescrição do médico que realiza o acompanhamento do paciente.

Em todos os dias da semana, no Centro de Saúde e na Unidade Básica de Saúde de Daltro Filho, são realizados testes de HGT até às 9 horas da manhã. Não é necessário agendar, mas o paciente deve estar em jejum.

O próximo encontro do grupo será no dia 28 de agosto, às 14 horas, no Centro de Saúde, com a nutricionista Priscila Zanella. Todos interessados podem participar.

Texto: Ascom Imigrante