Cultura Estrela

Grupo Go.Star de Estrela é premiado Festival Estadual de Teatro

Peça foi muito aplaudida pelo público

Evento em Gravataí premiou peça desenvolvida por grupo do Espaço da Arte de Estrela, mantido pelo Núcleo Cultural do município

A Secretaria de Cultura e Turismo de Estrela (Secultur), através do titular Marcelo Braun, parabeniza o grupo Go.Star pelo desempenho no 5º Festival Estadual de Teatro de Gravataí, realizado na semana passada. O grupo estrelense é um dos três que faz parte da unidade do Espaço da Arte de Estrela, mantido pelo Núcleo Cultural do município. A peça “40 segundos”, apresentada por 17 jovens de 15 a 20 anos de idade, conquistou o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante, e este de maneira inédita no festival até então.

O festival realizado em Gravataí contou com 13 grupos amadores e profissionais de todo o Estado, que concorreram nas categorias Adulto/Drama e Infantil/Comédia. Os estrelenses receberam o prêmio de Melhor Atriz Coadjuvante. O ineditismo se deve ao fato de que o mesmo foi dividido pelas atrizes colegas de peça Emanuelle Ayres e Júlia Iesbik, o que nunca havia ocorrido. Como as duas fazem no palco uma dupla de personagens, o corpo de jurados decidiu destacar a atuação de ambas. “Para mim, ganhar esse prêmio junto com a Emanuelle foi uma surpresa, pois acreditava que nossos personagens eram ‘pequenos’. Mas agora, mais do que nunca, eu consigo ver o quanto são grandes e importantes”, destaca Júlia Iesbik. “Eu não estava esperando ganhar este troféu. Ainda estou em choque. Já havia sido indicada em outro festival, mas credito à minha parceira de cena este feito. Parece que quando viramos uma dupla o papel ficou perfeito. Gratidão aos colegas e ao diretor, por toda ajuda e oportunidades ao longo do processo”, avalia Emanuelle Ayres

40 segundos

Elenco da “40 segundos”, logo após a premiação

O espetáculo, criado por Fernando Tepasse, busca provocar reflexões sobre bullying e suicídio, problemas recorrentes na infância e na adolescência. De forma simbólica, o espetáculo mostra vários tipos de agressões, especialmente o bullying virtual. A história desenrola-se quando um vídeo é colocado nas redes sociais, acabando com a alegria e a paz de uma garota, além de destruir seus sonhos. O elenco conta com Alann Gartner, Caroline Costa, Eduarda Meirelles, Eduarda Iesbik Malmann, Emanuelle Ayres, Júlia Iesbik, Laura Horn, Layza Castro, Luan Wiebbelling, Luísa dos Santos, Maria Eduarda Sulzbach, Mariana Reinaldo, Michelle Meinerz Santos, Nicole Tillwitz, Silvane Costa, Thais Dick e Vitória da Silva.

O professor Fernando Tepasse, que dirige este espetáculo e é responsável pela unidade de Estrela – Núcleo Cultural, ressalta a importância desse reconhecimento para o grupo como um todo. “Em 2019, o Go.Star aceitou o desafio de ensaiar várias peças em um mesmo ano. Começamos com ‘Duas Vidas’, depois a coreografia ‘O ciclo da vida’, a remontagem de ‘40 segundos’ e a criação e apresentação de uma peça que homenageou os 15 anos de Espaço da Arte. O próximo desafio é remontar a peça ‘Abuso’. Eles estão se empenhando muito e este prêmio foi merecido, pela dedicação de todos.”

Dia 30 de setembro o grupo vai estar no Instituto Estadual de Educação Estrela da Manhã, às 20h, com o espetáculo “Duas Vidas”. O público será composto por estudantes da instituição. Nos próximos três meses ainda serão agendadas apresentações em escolas de Estrela e na Rua da Polar (Arnaldo José Diel), através do Projeto Estrela Polar, aprovado no Fundo de Apoio à Cultura. As obras “40 segundos”, “Duas Vidas” e ‘Abuso” irão apresentar duas vezes, cada. Dia 7 de novembro, na Soges, haverá a Mostra de Teatro das unidades do Espaço da Arte de Estrela. O evento vai contar com apresentações dos três grupos do Núcleo Cultural e dos dois do Colégio Santo Antônio. Em breve serão divulgadas mais informações.

 

 

Texto: Rodrigo Angeli
fotos: Go.Star/Divulgação
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela