Serviços Forquetinha

Grupos recebem acompanhamento à distância

Psicóloga Liége e oficineira Rosângela atendem o grupo de terapêuticas

Passado mais de dois meses após serem implementadas as medidas de distanciamento social para evitar o contágio pelo novo Coronavírus (Covid-19), muitas rotinas foram adaptadas com novas formas de trabalho.

As participantes das oficinas terapêuticas, por exemplo, recebem acompanhamento à distância. Conforme a psicóloga Liége Bernsmüller os atendimentos são feitos através de aplicativos de conversa, com chamadas de vídeo, áudio, mensagem e contatos telefônicos.

O trabalho é feito em parceria com a oficineira Rosângela Duarte. “Percebemos a necessidade de estarmos juntos, de nos aproximar, mesmo que seja virtualmente”, observa Liége.

Nos casos em que o usuário não possui nenhum contato de referências está sendo realizada visita à domicílio, atendendo a todos os cuidados de prevenção necessários. São em torno de 25 pessoas atendidas mensalmente.

Troca de experiências

Segundo a secretaria da Saúde, Habitação e Assistência Social, Heidi Grunewald, o contato permite as participantes externar seus sentimentos e necessidades no período em que estão isoladas em casa.

“Conseguimos compartilhar informações e orientações importantes sobre a pandemia. É uma forma de manter a autoestima, a alegria, o bem-estar e o envolvimento social”, entende.

Os demais grupos (idosas, PCD’s, Bolsa Família) também recebem acompanhamento dos profissionais do Centro de Referência de Assistência Social.

 

 

Foto Prefeitura de Forquetinha
Assessoria de Imprensa de Forquetinha