Artigos - Desenvolvimento Rural Artigos

Higor Barcelos, da Emater, traz seu artigo sobre “Monitoramento da Lagarta-do-Cartucho em áreas de milho”

O milho é um dos cereais mais utilizados no mundo, produzindo derivados de grande importância e contribuindo para o desenvolvimento de outras cadeias produtivas como a suinocultura, avicultura e bovinocultura.

Porém com a intensificação de problemas fitossanitários, o cultivo tem gerado desafios, e a Spodoptera frugiperda (J. E. Smith) mais conhecida como lagarta-do-cartucho destaca-se pela sua facilidade de dispersão e voracidade.

No Brasil, ela é encontrada em milho, sorgo, arroz, dentre outras, causando prejuízos de 15% a 37%, dependendo da cultura (RAMIRO, 2010). Em milho, o ataque ocorre tanto na fase vegetativa, raspando e furando o limbo foliar, quanto na reprodutiva, danificando o pendão até a espiga, interferindo brutalmente no desenvolvimento da planta (AFONSO-ROSA; BARCELOS, 2012).

No milho, a S. frugiperda é um dos principais problemas relacionado à produtividade, os danos causados por ela, são consideráveis quando chegam a 20% em plantas com 30 dias após o plantio, e baixa para 10% quando chegam há 60 dias (GRÜTZMACHER et al., 2000). Para realizar a avaliação, a amostragem visual é uma boa técnica. Existem diversas escalas para realização da amostra sobre os danos causados pela a praga (PALMA et al., 2012). A escala de Davis et al.(1992) é uma das mais usadas, onde esta vai de 0 a 9, na qual 0 é sem nenhum dano, e 9 quando as plantas estão completamente danificada (DAVIS et al.1992).

O monitoramento e uma ferramenta essencial para a implantação do manejo integrado de pragas. Para a realização da mesma, a captura dos adultos de S. frugiperda em armadilha, é uma ótima maneira para prever a infestação e a intensidade da mesma. A armadilha contém feromônio sexual sintético, onde o mesmo atraia o macho da espécie, capturando em um piso adesivo. O feromônio é uma substancia química produzida pela a espécie, que sintetizada é posta em septos/saches, são utilizadas em armadilhas delta no campo (CRUZ, 2010).

Contudo, a importância no monitoramento é essencial para um bom resultado produtivo, prevenindo que pragas causem danos econômicos, auxiliando para uma melhor rentabilidade na atividade.

Higor Barcelos – Extensionista rural (ERNM I – Agropecuária), Escritório Municipal de Encantado. E-mail: hbarcelos@emater.tche.br