Variedades RS RSS Poço das Antas

História de Poço das Antas é imortalizada

O lançamento da revista se deu no ano em que Poço das Antas chegou a sua terceira década, em 2018 (Foto: Divulgação)

A história nem sempre tem o valor que deveria ter em um contexto interiorano, ficando restrita à memória dos mais antigos. E como memórias se perdem, a administração municipal de Poço das Antas tratou de colocar a sua história no papel. Em um trabalho que ultrapassou a barreira de um ano, foi feito o levantamento histórico, tendo por base o livro escrito a 20 anos pelos Knob, filhos honrados desta terra. E, com muito esforço, de um grande número de pessoas ligadas à administração municipal, foi feito o levantamento histórico. E este virou uma bela revista, com textos e imagens, apresentando os mais diferentes momentos da história local.

O lançamento da revista se deu no ano em que Poço das Antas chegou a sua terceira década. E assim, ao final do ano, foi entregue aos moradores, uma revista e um calendário de eventos para o ano de 2019. De acordo com o prefeito Ricardo Flach, a revista remete ao passado e o calendário ao futuro próximo.

O prefeito Ricardo e o vice Laércio Klein foram até a casa do médico Júlio Marchena, que é um dos patrimônios ainda vivos do município. Ex-vereador e icônico defensor da saúde local, Doutor Júlio foi merecedor de destaque na publicação. “Assim como o nosso Doutor Júlio muitos outros personagens foram homenageados, cada qual representando parte de nossa comunidade”, destacou o vice-prefeito Laércio Klein.

Assinado pelo jornalista Alex Steffen, que é neto de Poço das Antas, a revista está a disposição na municipalidade, tendo os seus custos ficado por conta da esfera pública tanto executiva quanto legislativa. Conforme consta no editorial, o jornalista, em nome da sua ligação histórica, abriu mão dos direitos autorais sendo uma espécie de gratidão dele para com a origem de sua família.

A publicação remonta a histórias pouco conhecidas em Poço das Antas, como também a textos que são rotineiros nos relatos dos mais antigos. Sabe-se que a família Ely foi pioneira de Poço das Antas, mas, de onde vieram? Estas informações lá constam, inclusive com detalhes sobre a cidade de onde eles saíram na Alemanha.

Com destaque para todos os que já foram eleitos para governar Poço das Antas, no executivo e no legislativo, há uma retrospectiva elaborada, desde antes da emancipação, de modo que se compreenda os motivos desta e todos os avanços que vieram depois.

Mas como a história nunca termina, há a esperança de que as próximas gerações mantenham o legado, escrevendo novas páginas com trabalho e esforço.

Texto: Ascom Poço das Antas