Investimento Rural - Agricultura Forquetinha

Incentivos ajudam produtor a construir aviário

Sartori recebe auxílio das máquinas para construir estrutura que abrigará 35 mil frangos

Serviços de terraplenagem e custeio de parte do telhado estão entre os auxílios prestados

O movimento de máquinas é intenso na propriedade de Gilmar Sartori, 47, em Arroio Alegre. As secretarias de Agricultura e Obras trabalham nas obras de terraplenagem para construir um novo aviário no sistema Dark House.

Conforme Sartori, os auxílios foram determinantes para fazer o investimento acima de R$ 1 milhão. “Quando construí o primeiro tive que desembolsar mais de R$ 50 mil no preparo da área. Agora ganho em forma de incentivo e ainda terei um auxílio em dinheiro para o telhado. Além de conseguir manter meu filho aqui, nossa família terá um incremento na renda”, destaca.

Produtor faz mais de 18 anos, ampliará o plantel em 35 mil aves por lote e chegará a alojar 82 mil frangos. Sartori ressalta a importância dos incentivos e programas em andamento. “Com ajuda. Somente assim alguém ainda vai buscar ampliar a produção. Aqui temos toda assistência e isso nos motiva a continuar, inclusive facilita a sucessão e o acesso às novas tecnologias como esta na criação de frangos”, destaca.

Pelo sistema, os frangos terão a luminosidade, temperatura, umidade, quantidade de ração e água, tudo controlado automaticamente. Após 42 dias, deixam a granja com peso médio de 2,8 quilos. “Reduz a mão de obra e melhora a eficiência”, ressalta.

Auxílio para empreender

De acordo com o secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Adair Pedro Groders, para estimular a adequação e construção de novas estruturas (galpões, aviários e chiqueirões), o governo municipal reajustou o valor pago por metro quadrado – de R$ 10 passou para R$ 12.

No caso dos produtores de leite e gado de corte, o limite é de R$ 6 mil para estruturas novas e R$ 2,4 mil para ampliações. O limite para aviários e chiqueiros novos é de R$ 9,6 mil e R$ 3,6 mil para estruturas ampliadas.

Ainda é realizada de forma gratuita a terraplenagem, o transporte de material, licenciamento ambiental, abertura de esterqueiras e acessos. “Talvez se no passado tivéssemos oferecido estes auxílios, muitas propriedades ainda teriam sucessores e a arrecadação seria maior. Nós estimulamos os produtores a empreender, se modernizar, reduzir o trabalho braçal e elevar os lucros”, afirma.

O prefeito Paulo José Grunewald cita a importância do setor. “Voltamos a incentivar quem sustenta a economia da cidade. Hoje nossos produtores são motivados e se sentem valorizados”, observa.

Para saber

Produtores atendidos – 462

Horas trabalhadas – 1.360

Cheque Incentivo – R$ 154.997,90 (320 produtores)

Milho troca-troca – R$ 29.145,60 (506 sacos e 320 beneficiados)

 

 

 

Fonte – Secretaria da Agricultura (Janeiro e julho de 2019)
AI Prefeitura de Forquetinha