RS RSS Geral Lajeado

Inovação e o futuro do município pautam reunião do CMTI e Movimento por Lajeado

Movimento por Lajeado reuniu lideranças do município com o objetivo de promover inovação, empreendedorismo e qualidade de vida (Foto: Rafael Scheeren Grün)

Incentivar a inovação e planejar o futuro do município pautaram, na última quinta-feira (17), duas reuniões no salão de eventos da Prefeitura de Lajeado. A primeira delas constituiu os integrantes do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMTI) de Lajeado. Criado pela Lei nº 10.134, de 23/05/16, o CMTI ainda não tinha a relação nominal de seus integrantes. O Secretário do Desenvolvimento Econômico, Turismo e Agricultura (Sedetag) de Lajeado, André Bücker, foi nomeado presidente do conselho, que é formado, ainda pelos secretários de Planejamento e Urbanismo (Seplan), Rafael Zanatta, de Meio Ambiente (Sema), Luis Benoitt, da Fazenda (Sefa), Guilherme Cé, da Saúde (Sesa), Tovar Grandi Musskopf, Cíntia Agostini, coordenadora administrativa do Tecnovates, Simone Stülp, diretora de Inovação e Sustentabilidade do Tecnovates, Júnior Willig, professor e representante do Núcleo de Inovação e Transferência de Tecnologia da Univates, Carlos Henrique Oliveira, da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), e Jorge Faccioni, vice-presidente de Inovação e Tecnologia da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil). Em local a ser definido, a próxima reunião do CMTI será realizada no dia 13/02, às 13h30, para discutir o regimento interno do conselho e as primeiras ações para 2019 em termos de projeto.

Logo após a reunião do CMTI, ocorreu a reunião do Movimento por Lajeado. Envolvendo representantes da Acil, Prefeitura de Lajeado, Univates, diversos sindicatos, empresários, Sebrae, Sesc, CDL, conselhos municipais, associações de moradores, entre outras associações e grupos, a reunião teve o objetivo de integrar os atores do Movimento Por Lajeado. De início, o prefeito Marcelo Caumo explicou que o Movimento por Lajeado visa convergir e articular todas frentes voltadas para Inovação, Empreendedorismo e geração de emprego e renda no município com o objetivo principal de promover e melhorar a qualidade de vida dos lajeadenses. A partir de então o consultor na área de gestão, Albano Mayer, apresentou os níveis de estruturação do Movimento por Lajeado, que são: Estratégico, Tático, Operacional e o CMTI. Em seguida, os participantes apresentaram suas demandas e as oportunidades que devem nortear o plano de ação do Movimento por Lajeado.

Os níveis que estruturam o Movimento

O nível Estratégico tem o objetivo de interagir entre os atores que compõe a cidade de Lajeado, identificar os melhores caminhos e os objetivos para ampliar o desenvolvimento e a qualidade de vida. Já o nível Tático ficará responsável por planejar e implementar os objetivos do grupo estratégico, bem como buscar recursos para a finalidade principal que visa ampliar o desenvolvimento e a qualidade de vida. O nível Operacional se dará com a constituição da Agência de Desenvolvimento e Inovação de Lajeado (AGIL), que ficará incumbida de acompanhar e controlar o desenvolvimento dos outros grupos, realizar agendas e implantar atividades operacionais, além de buscar recursos que viabilizem as melhorias na cidade. O quarto nível, ou eixo estrutural, se constitui a partir das ações do CMTI.

A próxima reunião do Movimento Por Lajeado ocorrerá no dia 20/02, no salão de eventos da prefeitura, às 8h30. Já o lançamento oficial do Movimento por Lajeado ocorrerá em 28/03, às 16h, na Univates.

Texto: Ascom Lajeado