Alimentação Eventos Lajeado

Jornada AlimentaAção 2019: Abertura é marcada pela valorização do evento e reflexão sobre o futuro do setor

Com o propósito de disseminar o conhecimento e estimular a interação entre as diferentes áreas da cadeia produtiva, começou nesta segunda-feira (05) no Weiand Hotel, em Lajeado, a 3ª Jornada Técnica do Setor Alimentício – AlimentaAção 2019. Empresários, profissionais de indústrias, fornecedores do setor e lideranças participaram da abertura do evento, que neste ano tem como tema “Informação é a grande ideia” e traz na programação o XVIII Workshop em Alimentos, Meeting Empresarial, Laboratório da Inovação, e os seminários do Leite e Derivados e As Oportunidades da Cerveja Artesanal, além de exposição comercial. 
 
  Coordenadora executiva da Jornada, a farmacêutica e bioquímica Tânia Gräff recordou a criação do Grupo Técnico de Alimentos (GTA) em 1999 e a intenção de resolver em conjunto os desafios das empresas locais. Hoje esse mesmo grupo contribui de forma essencial para que a região se torne referência e as dimensões adquiridas pelo evento demonstram o quanto isso é valioso. “Queremos que os profissionais que aqui atuam sejam qualificados, pois entendemos que o Vale dos Alimentos se constrói com qualidade, inovação e segurança, atendendo a legislação e garantindo nutrição”, afirmou.
 
Também responsável pela coordenação do evento, Gilberto Soares parafraseou Buda para destacar que toda caminhada começa com um simples passo, e que a realização da primeira Jornada há dois anos atrás iniciou a construção de algo capaz de gerar impacto positivo e vital para o setor de alimentos. De acordo com ele, nesta edição a programação foi estrategicamente elaborada e inseriu o evento no mapa brasileiro, trazendo expositores e patrocinadores de empresas multinacionais. Soares ressaltou a vocação do Vale do Taquari para produzir alimentos e a necessidade de se oferecer um ambiente favorável ao compartilhamento de informações e à consolidação do Vale dos Alimentos: “A Jornada tem de ter o papel disruptivo para que isso ocorra”.
 
    Para a presidente da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil), Aline Eggers Bagatini, a Jornada representa um momento privilegiado de capacitação, reflexão e amadurecimento sobre temas abrangentes e comuns a toda a cadeia de produção, sendo uma consequência da vocação econômica da região. “Isso é prova evidente da necessidade de conduzirmos reflexões de como podemos tornar esse segmento mais inovador e pujante”. Da mesma forma, o prefeito de Lajeado, Marcelo Caumo, enalteceu a representatividade do setor alimentício nas raízes da cidade e em todo seu potencial econômico e descreveu a satisfação por ver que o evento transcende as barreiras locais e estaduais. Segundo ele, tem sido uma preocupação das esferas pública e privada do município garantir a rentabilidade dos pequenos negócios, oferecendo um ecossistema de inovação e empreendedorismo a todos que estiverem dispostos a encarar o desafio.
 
Palestra magna
Abrindo a programação de palestras, o empresário português César Couto Ferreira ministrou o painel “Fabricando o Futuro”. Na sua abordagem, ele explicou o funcionamento de seu empreendimento “Fábrica do Futuro”, um polo tecnológico localizado em Porto Alegre que atrai startups de tecnologia da informação, comunicação e de áreas como educação, sistemas audiovisuais, realidade virtual, internet e games. Falando sobre superinteligência e relação humanos X robôs, entre outros temas ligados à tecnologia, ele afirmou que vai chegar o momento em que a máquina vai pensar melhor do que o homem e que nós temos que estar preparados para isso. Conforme Ferreira, na lista de “Top Tendências Globais” estão serviços por robôs e digitalização dos restaurantes; transparência e valores comuns; boom de bebidas funcionais; dietas pessoais e especializadas; e e-food saudável. Ao alertar que a quantidade de informação e conhecimento que se tem nesta geração nunca se observou em nenhuma outra, ele sugeriu: “Façam coisas. Não se deixem ficar para trás e sejam realistas. Empreendedorismo não vive de ideias, vive de fatos. Não é quem pensa, é quem faz”. 
 
Pensar Alimentos
A noite também foi marcada pelo lançamento da revista “Pensar Alimentos”, uma inovação editorial no segmento alimentício gaúcho produzido pelo jornal A Hora e apresentado pelo diretor do veículo Adair Weiss. Na sua avaliação, o Vale do Taquari é um embrião de coisas boas e há uma sinergia regional que permite esse momento favorável de repensar nossos modelos e capacidades, especialmente econômicas e sociais. A revista é a materialização sensata e legítima do que o Vale e os atores do segmento têm deixado de legado para a história, fazendo da região não só um celeiro de alimentos, mas principalmente de transformação. “O mundo precisa comer e nós temos que nos preparar”.
 
Saiba mais
A 3ª Jornada Técnica do Setor Alimentício segue até o dia 08 de agosto e é uma realização Acil com a coordenação executiva do GTA e da Agea Marketing e Comunicação. O evento conta com o patrocínio master de Saporiti, Solutaste, Mane, Univates, VittaQualy/Firmenich, Brenntag e Bring e Takasago.