Região RS RSS Rural

Jovens conhecem gestão da Dália e são apresentados ao novo formato do Programa de Gestão e Liderança da Propriedade Rural

Jovens visitaram sede da cooperativa (Foto: Carina Marques)

Jovens que fazem parte do quadro social da Dália Alimentos tiveram uma aula sobre a gestão. Durante a manhã e tarde do dia 30 de novembro, os 20 jovens vindos de diversos municípios em que a Dália está presente participaram de momentos que enriqueceram o conhecimento acerca dos negócios que envolvem a Dália Alimentos, além de projetos atuais e futuros.

Pela manhã eles foram recebidos na sede do prédio administrativo da cooperativa, em Encantado, pelo presidente do Conselho de Administração, Gilberto Antônio Piccinini, que falou sobre os objetivos da visita: conhecer de forma aprofundada o que é e como funciona a Dália Alimentos.

O presidente Executivo, Carlos Alberto de Figueiredo Freitas, também se manifestou e pelo período de uma hora e meia explicou que qual é o norte da Dália e que um dos pilares está em cumprir com o que consta na Missão: “Promover o Desenvolvimento Econômico e Social de Associados e Funcionários”.

Com base nesta premissa, Freitas desafiou os jovens a também elaborarem a “Missão”, a “Visão” e os “Valores” em suas propriedades, fazendo isso de forma conjunta, com os pais, com os irmãos e com os demais membros da família. O executivo apresentou o organograma da empresa, detalhando como a cooperativa se organiza e se estrutura, modelo espelhado nos utilizados pelos europeus. Explicando cada cargo, função, áreas de produção e atuação, ele dimensionou aos jovens o tamanho da Dália. “Depois de algumas viagens à Europa começamos a nos reestruturar pensando em obter um negócio organizado, firme e forte, com lideranças inteligentes e qualificadas, de bom senso, com equilíbrio, mentalidade e inovação”.

Indústria de lácteos também foi visitada por grupo (Foto: Tânia R. da Rosa Kummer)

Remetendo-se aos jovens, Freitas disse que a esperança estão neles e por isso a cooperativa investe nesta faixa etária. Em dados gerais, apresentou o mapa de atuação, observando que a cooperativa está presente em 24 estados brasileiros e que exporta para 18 países do globo. Após o almoço todos se deslocaram até o Complexo Lácteo e às futuras instalações do Complexo Avícola, ambos localizados no município de Arroio do Meio, na localidade de Palmas, às margens da ERS-130.

Georreferenciamento

A Dália Alimentos está implantando um novo sistema para a reestruturação do quadro social. Conforme Piccinini, através do georreferenciamento todos os associados serão reorganizados conforme proximidade com o seu grupo de delegado. “Será um cadastro atual, que será atualizado conforme a necessidade e a demanda”, explica o presidente do Conselho.

Para o presidente, “isso é investir em formação, em quem realmente demonstra interesse em fazer acontecer. Ser delegado é repassar informações, ser atuante, ser um exemplo diante da comunidade. Precisamos dar um salto em qualidade política e institucional dentro do quadro de líderes, ou seja, de delegados, os verdadeiros representantes da coopertiva”.

Consta no projeto criar grupos e canais de comunicação virtual entre delegado e grupos de associados a fim de repassar e padronizar as informações. A previsão é aplicar este novo formato e reestruturação do quadro social no próximo ano.

Programa Gestão e Liderança da Propriedade Rural

Também foi apresentado aos jovens, em primeira mão, alguns detalhes do “Programa Gestão e Liderança da Propriedade Rural”, que sucede o “Programa Sucessão Familiar”. Piccinini explanou detalhes de como o programa irá funcionar, sendo uma parceria com a Univates, em que docentes da instituição irão ministrar as aulas.

A estimativa é de que o curso inicie em abril de 2019, com período de inscrições posteriormente, a definir o período, com encontros bissemanais e carga horária de quatro horas por encontro. A carga horária total será de 20 encontros com enfoque em diversos temas, tais como: princípios do cooperativismo e sentimento de pertencimento, liderança e autoconhecimento, agronegócio contemporâneo, sucessão familiar, legislação e organização da propriedade, marketing e mercado agroindustrial, gestão financeira e da produção, empreendedorismo rural, além de saídas a campo.

A turma terá 20 alunos, com idade entre 18 e 25 anos. “Nosso objetivo é preparar pessoas que queiram evoluir, crescer e se desenvolver junto à cooperativa. Vocês, jovens, são a nossa aposta e temos a certeza de que muitos de vocês poderão ser os novos delegados já no próximo exercício”, observou Piccinini.

Os objetivos do programa são fortalecer o espírito cooperativista nos jovens, estimulando-os a desenvolver habilidades de liderança e gestão. Fornecer informações que possibilite uma análise econômico-financeira para a gestão da propriedade rural e debater o processo de sucessão na gestão da propriedade rural.

Texto: Ascom Dália Alimentos