Vale do Taquari Educação Rural - Agricultura

Jovens têm formatura em Gestão e Liderança da Propriedade Rural

Turma formou-se no curso de Gestão e Liderança da Propriedade Rural

Solenidade reuniu formandos, familiares, Direção da Dália Alimentos e professores da Univates em dia marcado por emoção e conquista

 Em um ambiente decorado, com música tema e beca dentro da proposta estipulada, os 26 alunos que concluíram o Programa de Gestão e Liderança da Propriedade Rural da Dália Alimentos tiveram uma formatura similar à de graduação. O jeito simples da cooperativa em organizar seus eventos, miscigenando emoção ao espírito cooperativista e familiar, deu o tom da solenidade com a entrega de certificados aos alunos que frequentaram as aulas realizadas entre abril e novembro deste ano, intercalando encontros quinzenais, totalizando carga horária de 80 horas.

A formatura reuniu os 26 jovens e familiares que se encontraram na sede da SCREC, em Encantado, na manhã do dia 5 de dezembro. O momento solene e especial marcou a trajetória destes jovens que, por muitas vezes, acordaram cedo e percorreram diversos quilômetros para participar das aulas promovidas pela Cooperativa Dália Alimentos em parceria com a Univates e apoio do Sescoop/RS.

Cada formando recebeu um certificado, uma caneta personalizada da Dália Alimentos, além de um mimo da Univates, entregues pelo presidente do Conselho de Administração da Dália Alimentos, Gilberto Antônio Piccinini, pelo vice-reitor da Univates, professor Carlos Cyrne e pela professora e diretora de Desenvolvimento de Pessoas da Univates, Evania Schneider, respectivamente.

Ao se pronunciar, Cyrne relatou que a Dália Alimentos é a manifestação do apreço às pessoas. “Uma cooperativa que estrutura um programa como este, que dá emoção a ele e traz o jovem e sua família para próxima dela, é algo elogiável. Nós, da Univates, só temos a agradecer à Dália por nos convidar a ser parceiros deste programa, a nos emprestarem estes jovens, a quem ensinamos e, principalmente, com quem aprendemos muito. O convívio com cada um de vocês foi enriquecedor através da criação de laços de amizade, da identificação de cada dificuldade e da solução de cada problema. A vocês, o nosso muito obrigado”, expressou Cyrne.

Piccinini parabenizou os formandos e as famílias e falou em nome do Conselho de Administração, com seus integrantes presentes no evento. “A formatura é o ápice do quanto vocês se empenharam durante as aulas, buscaram pela qualificação, pelo aprendizado e pelo conhecimento. O objetivo do Programa Gestão e Liderança da Propriedade Rural foi o de fortalecer o espírito cooperativista, estimulando os jovens a desenvolverem habilidades de liderança e gestão da propriedade com foco na sucessão rural”.

Durante a cerimônia alguns alunos apresentaram, de forma resumida, seus trabalhos de conclusão de curso e o aluno Renato Baratto falou em nome da turma, agradecendo a oportunidade de aprendizado e recordando os momentos felizes vividos e a amizade cultivada ao longo de cada aula.

 

Entre ida e volta, 260 quilômetros

Acordar às 3h da manhã para ordenhar as vacas leiteiras, organizar a propriedade para depois percorrer 130 quilômetros até a cidade de Encantado não foi empecilho para o casal Carlos (31) e Alcione Becker (30), de Vale do Sol. Pelo contrário, os pais do pequeno Vicente (7) mantiveram essa rotina de abril até novembro, período das aulas. O casal empreendedor, que ingressou na atividade leiteira há seis anos e começou do marco zero, trabalha com a produção de 150 litros de leite diários, no interior da localidade de Fontes do Vale. Alcione conta que logo se interessam pelo programa depois de ler a uma reportagem no Jornal Dália em Notícias. “Participamos da Escola do Leite e aprendemos muito e este curso foi algo surpreendente para nós, que somos tão novos e amadores no leite, mas que agora temos muita vontade de crescer, e vamos crescer”, projetou a formanda.

 

Conhecimento

Filho único, Renato Baratto (26) também trabalha com leite na propriedade do pai em Linha Miguelzinho Baixo, no interior de Putinga. Ele pretende melhorar geneticamente o rebanho, hoje responsável pela produção de 160 litros de leite por dia, e aprimorar o manejo na granja terminação de suínos. “Também soube do curso pelo jornal e como meu pai (Edegir) me incentivou, decidi me inscrever. Às vezes é muita informação para pouco tempo de aula. Todo conteúdo repassado foi muito importante e o coleguismo com a turma, as conversas nos proporcionaram muito conhecimento”, avalia o jovem.

 

Mais formação

Graduada em Administração de Empresas, Andreza Balerini (24) foi outra integrante da turma e visa melhorar a gestão da propriedade em Linha Alto Alegre, zona rural de Vespasiano Corrêa. A família atua com leite e grãos, sendo a pecuária leiteira a principal atividade com 2,6 mil litros produzidos por dia. “A formação na faculdade contribui bastante, mas participar de um curso especifico em que o tema central é a sucessão familiar é muito diferente. A gestão é complexa e por isso precisamos sempre estar em busca de aperfeiçoamento”.

 

Formandos

Formaram-se os seguintes jovens: Adnan Jean Cagliari (Relvado), Alcione Becker (Vale do Sol), Alice Deviti (Vespasiano Corrêa), Anderson Buffon (Guaporé), Anderson Malaggi (Anta Gorda), Andreza Balerini (Vespasiano Corrêa), Carlos Becker (Vale do Sol), Eduarda Agostini (Relvado), Everton Gerhardt (Arroio do Meio), Fabiano Oestreich (Paraíso do Sul), Gabriel Felini (Montauri), Hériqui Martini (Relvado), Josué Gonzatti (Encantado), Kátia Lansing (Arroio do Meio), Leonardo Marques (Vespasiano Corrêa), Leonardo Schmidt (Canudos do Vale), Maicon Spies (Roca Sales), Maicon Zanuzzo (União da Serra), Maiquel Pappen (Boqueirão do Leão), Marcelo Zampeze (Guaporé), Mateus Sachett (Marques de Souza), Matias Pappen (Boqueirão do Leão), Micaela Hister (General Câmara), Renato Baratto (Putinga), Tiago Brock (Marques de Souza) e Tiago Marqueze (Pouso Novo).

 

Fotos: Carina Marques
Assessoria de Imprensa Cooperativa Dália Alimentos
Jornalista Carina Marques| MTB/RS 18.472