Saúde Estrela

Julho Amarelo terá ações em Estrela

Sae na Avenida Rio Branco, nº 1.127, também realiza testagens rápidas para as hepatites e outras doenças

No mês dedicado mundialmente ao combate das hepatites virais, SAE Estrela realizará testes e incentivará prevenção

No mês mundial de conscientização sobre as hepatites virais, o Serviço de Assistência Especializada (SAE) de Estrela realizará campanha de conscientização.O objetivo é intensificar a prevenção e o controle das hepatites virais no município. Até o fim de julho, diferentes ações serão realizadas com o objetivo de mobilizar a população em geral, em parceria com Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e as Unidades de Saúde do município.

A campanha Julho Amarelo faz referência ao 28 de julho, data escolhida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) para a celebrar o Dia Mundial de Luta contra as Hepatites Virais. Em Estrela, ao longo do mês, o SAE e demais Unidades de Saúde estão participando dos encontros semanais do Grupo de Apoio e Convivência do Idoso Estrelense (Gracie), inclusive no interior. Também realizarão visitas ao grupo das oficinas de artesanato do Nova Morada. Nestas oportunidades, além das orientações gerais em saúde serão ofertadas a possibilidade de realização de testes rápidos para as Hepatites B e C, assim como para a Sífilis e HIV, sempre gratuitos.

Já no dia 26 de julho, a equipe SAE estará no Calçadão de Estrela das 9h às 16h. Na ocasião, além da distribuição à população de materiais informativos e de orientações pessoais quanto as específicas doenças, os cidadãos também poderão realizar testes rápidos gratuitos. Os interessados apenas terão que apresentar documento com foto e cartão do Sistema Único de Saúde (SUS). Independente destas ocasiões, o SAE de Estrela, localizado na Avenida Rio Branco, nº 1.127, também realiza testagens rápidas para estas e outras doenças, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, sem fechar ao meio-dia. Àqueles que por outros motivos desejarem realizar suas testagens nas UBSs de seus bairros de residência, deverão realizar contato com as mesmas e agendar um horário mais adequado. Mais informações pelos telefones 3981-1137, 3981-1170 ou pelo e-mail saeestrela@estrela.rs.gov.br

Hepatite em números

Segundo o Ministério da Saúde, milhões de pessoas no Brasil são portadoras do vírus das hepatites B e C e não sabem, correndo o risco de evoluírem para a doença crônica, cujas consequências mais graves são a ocorrência de cirrose ou câncer hepático. O Brasil registrou 40.198 casos novos de hepatites virais em 2018. O Boletim Epidemiológico informa que os casos da doença são maiores em homens de 20 a 39 anos. Em Estrela os números têm se mantido constantes nos últimos anos. Segundo os registros oficiais das notificações, foram 23 casos em 2015, 22 em 2016 e 19 em 2017. Em 2018 voltaram a subir um pouco, com 22 ocorrências, mas em 2019, até então, são apenas quatro os registros. Destacam as autoridades que o número crescente de casos pode apenas significar uma maior realização de exames e testes, já que muitas pessoas convivem com a doença e não sabem, ainda mais por ela se desenvolver lentamente e nem sempre apresentarem sintomas reconhecidos.

A hepatite é a inflamação do fígado. Nem sempre as hepatites apresentam sintomas, porém os mais comuns são olhos e pele amarelados, cansaço, febre, mal-estar, tontura, vômitos, dor abdominal, urina escura e fezes claras. Os tipos mais comuns são causados pelos vírus A, B e C. As principais medidas de controle das hepatites virais de transmissão sanguínea e sexual constituem-se na adoção de medidas de prevenção como o incentivo ao uso do preservativo nas parcerias sexuais, o não compartilhamento de objetos contaminados como lâminas e seringas, por exemplo. A vacina é uma forma de prevenção contra as hepatites do tipo A e B. Quem se vacina para o tipo B, se protege também para hepatite D. A vacina está disponível gratuitamente no SUS, e em Estrela deve ser realizada no Posto Central. Para os demais tipos de vírus não há vacina e o tratamento é indicado pelo médico.

 

 

Texto: Rodrigo Angeli
Foto: Rodrigo Angeli
Assessoria de Imprensa Prefeitura de Estrela