Saúde RS RSS Lajeado

Lajeado prepara contrato com Univates para gestão compartilhada da saúde no município

LOGOS FOTOS SITE-05A Prefeitura de Lajeado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa), prepara a minuta do contrato que firmará com a Univates para a gestão compartilhada da saúde no município. Conforme o titular da Sesa, Tovar Grandi Musskopf, o objetivo é qualificar o atendimento do SUS à população. Desde 2012, o município mantém contrato com o Instituto Continental de Saúde (ICOS), sendo repassado mensalmente cerca de R$ 980 mil para o instituto que tem contratado profissionais da saúde para atendimento da população em diversas especialidades.
“O objetivo é assinar o contrato nos próximos dias para que a Univates possa abrir o processo seletivo para contratação dos profissionais”, afirma o secretário. Segundo ele, os profissionais que atualmente estão contratados pelo Icos poderão realizar o processo seletivo, que precisará de período de 75 a 90 dias desde a abertura das inscrições até a lista de selecionados pela Univates. Médicos, dentistas, enfermeiros, técnicos de enfermagem e auxiliares de saúde bucal estão entre os cerca de 120 profissionais que serão selecionados pela instituição de ensino e poderão prestar serviços nas 14 Estratégias de Saúde da Família (ESF), uma Unidade Básica de Saúde (UBS), três Centros de Atenção Psicossocial, Serviço de Atendimento Especializado (SAE) em DST/AIDS, a Saúde Prisional, Medicamentos do Estado, Farmácia Escola, três Centros de Especialidades (Centro, Montanha e São Cristóvão), Vigilância em Saúde do Trabalhador, Vigilância Epidemiológica, Vigilância Sanitária, Vigilância Ambiental e Auditoria e Regulação.
Conforme Musskopf, a Univates aceitou firmar o contrato sem reajustar o valor que hoje é repassado para o Icos. Ele destaca que a Univates tem larga experiência na formação e aperfeiçoamento de profissionais e poderá usar essa expertise para reciclar e atualizar os profissionais a serem contratados para trabalhar nas unidades de saúde. “Além disso, os servidores concursados da Sesa também poderão se valer dessas atualizações”, salienta o secretário. Ele adianta, também, que o número de médicos e outros profissionais que atuarão em determinado posto de saúde continuará a ser definido pela Sesa.
Texto: Ascom Lajeado