Venâncio Aires Economia Negócios

Languiru inicia recebimento de grãos em Venâncio Aires

Unidade atende produtores do Vale do Rio Pardo e municípios vizinhos

Unidade de Recebimento de Grãos em Venâncio Aires conta com dois silos verticais graneleiros e moega

 

O projeto de expansão da Cooperativa Languiru para o Vale do Rio Pardo deu mais um passo importante no dia 08 de abril, quando iniciaram as operações, em caráter experimental, da Unidade de Recebimento de Grãos em Venâncio Aires. A infraestrutura composta por dois silos e moega está instalada junto ao novo Agrocenter Languiru, às margens da RSC-287, próximo ao trevo de acesso ao município. A nova unidade tem por objetivo facilitar a captação de grãos (milho, soja e trigo) na região e contribui para a diversificação da matriz produtiva regional, baseada essencialmente na fumicultura.

Comodidade

Asteri Luís Assmann, de Vila Arlindo, município de Venâncio Aires, foi o primeiro produtor a entregar uma carga de milho na Unidade de Recebimento de Grãos da Languiru no Vale do Rio Pardo. No dia 09 de abril ele entregou sete toneladas do cereal. “Para quem planta milho ou soja, essa unidade será muito boa, está mais próxima. Sei que a Languiru é de confiança e temos a certeza de receber pela produção, sem precisar correr atrás disso depois”, comentou.

A base da propriedade com cerca de 14 hectares está na cultura do tabaco, além do plantio de milho e criação de gado de corte. Assmann elogiou o atendimento e se disse valorizado. “Quando chegamos com o caminhão, todos vieram nos receber e cumprimentar. Pretendo me associar à Languiru e assim ter outros benefícios como sócio”, adiantou o produtor. Depois dele, a primeira carga de soja chegou à unidade da Languiru no dia 11, entregue por produtor de Cruzeiro do Sul.

Atendimento

A Unidade de Recebimento de Grãos está recebendo a produção de milho e soja, tanto de produtores associados como não-associados. O horário de atendimento é de segunda à sexta-feira, das 07h30min às 18h, aos sábados das 07h30min às 17h, e inclusive aos domingos com pré-agendamento até às 14h de sábado.

“São dois silos verticais graneleiros com capacidade para 2,5 mil sacos cada (150 toneladas), o que nos permite autonomia de receber simultaneamente cargas de milho e de soja quando as safras se cruzam, como é este período, com a safra de soja pronta e outros ainda colhendo milho. Além disso, toda operação de amostragem e classificação é realizada na unidade de Venâncio Aires, com dois funcionários específicos para o atendimento”, comenta o engenheiro agrícola da Fábrica de Rações da Languiru, João Dresch. Ele acrescenta que a descarga dos cereais e a expedição para a Fábrica também pode acontecer de forma simultânea e que o custo do frete da unidade até Estrela fica a cargo da Languiru.

O fato de ser o primeiro silo instalado junto a uma loja Agrocenter Languiru também facilita o acesso dos produtores ao portfólio da unidade de varejo. “Na entrega da safra o produtor associado pode optar pelo pagamento em crédito na compra de mercadorias, com descontos e outros benefícios concedidos ao quadro social”, avalia o coordenador administrativo do Agrocenter Languiru de Venâncio Aires, Gilson Hollmann. Além do ganho logístico e suporte aos produtores, o novo estabelecimento também movimenta a economia local a partir da utilização do Talão de Produtor Rural. “Os produtores têm a tranquilidade de trabalhar com uma cooperativa de credibilidade, com experiência de mercado e marca forte”, ressalta. O produtor ainda tem a opção de vender ou depositar a sua produção de milho e soja, seguindo o que estabelece o regimento interno. A unidade também deve receber trigo durante a safra de inverno.

Inauguração

A inauguração oficial da Unidade de Recebimento de Grãos deve ocorrer no início do mês de maio. O local ainda está em obras e carece de uma balança rodoviária e de instalação do tombador para a descarga de veículos com carroceria convencional. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (51) 3741-3108 e 99309-4176.

Cartão Verde

Para que os produtores de grãos tenham acesso aos mesmos benefícios dos demais associados da Languiru, detentores do Cartão Azul, a cooperativa conta com o Cartão Verde, documento que identifica os produtores de grãos que agora também integram o quadro social. Para obter o cartão, o volume mínimo a ser entregue e faturado na cooperativa é de seis mil quilos (milho, soja ou trigo), considerando-se para efeito de cálculo os últimos 12 meses de produção. Consulte mais informações junto à Fábrica de Rações, em Estrela, pelo fone (51) 3720-3111, ou com o Departamento Técnico, em Teutônia, fone (51) 3762-5647.

 

 

TEXTO – Leandro Augusto Hamester
Assessoria de Imprensa Languiru