Saúde RSS Estrela

Lixo mal acondicionado causa acidentes de trabalho com garis

Coleta é feita por duas empresas contratadas pelo município  (Foto: Paulo R. Schneider/arquivo)
Coleta é feita por duas empresas contratadas pelo município (Foto: Paulo R. Schneider/arquivo)

A Secretaria do Meio Ambiente e Saneamento Básico de Estrela alerta os moradores quanto aos cuidados para o acondicionamento de garrafas, agulhas e outros materiais descartados e colocados no lixo. Segundo o secretário Hilário Eidelwein, são frequentes os acidentes com os trabalhadores que fazem o recolhimento porque estes materiais têm sido colocados junto com o lixo orgânico e outros.

“Pedidos que, de preferência, os moradores coloquem garrafas e materiais cortantes como pratos ou copos quebrados de forma que possam ser identificados, como em caixas”, frisa. Conforme ele, é preciso um pouco mais de cuidado para que o lixo oriundo das residências ou estabelecimentos comerciais não venha a causar acidentes, pois tem acontecido frequentemente com os garis das empresas que atuam na cidade.

Em relação a este serviço, Eidelwein salienta que é prestado por duas empresas contratadas pelo município, uma responsável pelo lixo orgânico e outra pelo seco. Desta forma, de acordo com o secretário, é importante que os moradores separem os resíduos e coloquem em frente às suas residências somente nos dias em que cada tipo é coletado. “A empresa que recolhe os resíduos orgânicos não levará o seco, que permanecerá no local até o dia em que a responsável fizer o recolhimento”, explica.

Ele ressalta que no mês de dezembro foram recolhidos 514.950 quilos de resíduos, um aumento de mais de 56 mil quilos em relação ao mês de novembro do ano passado, resultando numa média de 19,8 mil quilos por dia. Em virtude da grande quantidade gerada no final do ano, a secretaria está trabalhando para atender toda a demanda.

Texto: Ascom Estrela