Artigos - Turismo

“Lugares para conhecer nos Vales: Sítio Campiol e Cascata do Moinho” – por Diuly Mähler

diuly-mahler-turismo-com-enfase-em-hotelaria-pela-unisc
Diuly Mähler (Foto: Divulgação)

Ter no quintal de casa uma cachoeira com 98 metros de altura é um privilégio de poucos. Mas em Progresso, a menos de dois quilômetros do centro, a família Campiol tem: é a Cascata do Moinho.

O lugar faz parte do roteiro Caminho das Cascatas e recebe inúmeros visitantes durante todo o ano, pois para chegar até a cachoeira, não é preciso se molhar. O acesso é pelo sítio da família Campiol, que além de ter um espaço preparado para receber os visitantes, organizou a trilha com placas indicando árvores, liquens e locais onde são vistos animais como o bugio.

A estrada de terra que leva ao lugar fica ao lado da ERS 423, no início do perímetro urbano da cidade. Ainda não existem placas indicando o acesso, mas não é difícil encontrar. Ao dobrar a segunda esquina a vista já vai impressionando: um vale cercado de morros e com densa cerração pela manhã.

Ao chegar no Sítio, o som dos gansos no pequeno açude recepcionam o visitante antes mesmo do seu Hélio e da dona Lair darem as boas vindas. E a parte boa vem em seguida: um delicioso café da colônia com diversas geleias produzidas pela família, sucos naturais, bolos e pães com o gostinho do interior, mas é preciso agendar com antecedência. Para quem dispensa o café (o que é uma pena…), há opção de fazer somente a trilha, que custa R$5.

Poucos metros adiante do quiosque onde servem o café da manhã existe o primeiro mirante natural, com vista para o vale de um lado, e a linda Cascata do Moinho do outro. E se de longe ela já é bonita, imaginem de perto… A trilha de acesso tem 1800 metros (ida e volta) e é íngreme na maioria do percurso. Na metade do caminho, outro mirante natural. Ao adentrar a mata, tenha mais atenção, pois existem muitas pedras escorregadias, troncos e cipós que podem causar tombos.

Distraído tentando se equilibrar por entre os obstáculos da trilha, o espanto é inevitável ao deparar-se com o imenso paredão a frente e o som da expressão “uau” vai ecoando… Mas o espetáculo maior é lá debaixo das águas da cascata, onde um exibido arco-íris faz pose para os milhares de flashes disparados pelos turistas que a essa altura nem lembram que tem uma quase escalada pela frente.

As visitas ao Sítio Campiol e a Cascata o Moinho podem ser agendadas no facebook @sitiocampiol ou @caminhodascascatas ou no email do roteiro ou da Secretaria Municipal de Turismo.

Bom final de semana!

Diuly Mähler – Turismóloga com ênfase em hotelaria