Educação Encantado RSS Destaques

LUMECEP lança o curso Técnico em Informática

(Foto: Divulgação)
(Foto: Divulgação)

Com o intuito de inovar e atender as necessidades do mercado de trabalho, a Lume Centro de Educação Profissional lançou o curso Técnico em Informática. A formação tem carga horária de 1.200 horas, 20 componentes curriculares e a duração de no mínimo dois anos e meio a quatro anos. As inscrições já estão abertas, mas as aulas devem iniciar em março de 2018.

O Técnico em Informática é responsável pelo planejamento e execução dos processos de manutenção de computadores e pela operação de redes locais de computadores. Desenvolve aplicativos computacionais, adotando normas técnicas, de qualidade, de saúde, de segurança do trabalho e preservação ambiental no desempenho de sua função. Atua em organizações públicas e privadas de qualquer segmento, por meio da prestação de serviços autônomos, temporários ou contrato efetivo.

Os conteúdos foram organizados em quatro módulos: Qualificação Profissional em Assistente de Suporte e Manutenção de Computadores; Qualificação Profissional em Assistente de Instalação e Operação de Redes de Computadores; Qualificação Profissional em Assistente de Desenvolvimento de Aplicativos para Dispositivos Móveis e Qualificação Profissional em Assistente de Programação de Sistemas para Internet.

O curso será coordenado pelo cientista da computação, Eduardo Pittol. Na entrevista abaixo saiba um pouco mais sobre o que será desenvolvido:

1) Qual o diferencial deste curso de Técnico em Informática? Ele tem como objetivo inserir o estudante no mercado de trabalho. Estaremos integrados com empresas de TI da região, fazendo um levantamento das necessidades profissionais delas. Assim poderemos fazer um encaminhamento dos nossos alunos para essas empresas.

2) De que forma tu queres incentivar o empreendedorismo nos alunos? Terá atividades extracurriculares? Teremos a disciplina de empreendedorismo e projetos ao longo do curso. Queremos que nossos alunos desenvolvam suas habilidades criativas e de liderança para que possam entender como empreender criando sua própria empresa e também dentro de organizações já existentes, levando ideias para melhorar os seus processos.
Nossa grade curricular é uma boa base para o aluno adquirir conhecimentos para atuar no mercado de TI. Mas acreditamos que atividades extracurriculares, como palestras, workshops e visitas técnicas, podem ampliar esse conhecimento para áreas específicas.

3) Serão cinco módulos focados em quatro áreas. Tu podes explicar a importância de cada um destes módulos? No módulo de manutenção de computadores o aluno vai aprender como consertar computadores. Tanto na parte física (montagem, desmontagem e troca de peças), quanto na manutenção de sistemas operacionais (instalação e desinstalação de programas, formatação do sistema e antivírus);

No módulo de redes e servidores o aluno vai aprender como montar e configurar uma rede de computadores. E também como criar servidores para armazenamento de arquivos e programas para acesso remoto.

Nos módulos de aplicativos para dispositivos móveis e aplicativos para internet o aluno vai aprender a criar projetos de programação para disponibilizar na internet aplicativos para smartphones e tablets e também programas e sites acessados pela internet.

No final do curso o aluno vai precisar fazer uma pesquisa sobre um assunto que ele viu durante o curso. Essa pesquisa pode ser entregue de diversas maneiras como artigo, projeto ou modelo de negócio. O importante é que o aluno consiga aprofundar um conhecimento que se identificou durante o curso.

4) No final de cada módulo terá a aplicabilidade, que seria a construção de um projeto com o acompanhamento do professor. Qual a importância disso? Todos os módulos serão práticos. Além de receber a teoria, que é fundamental para que o aluno tenha uma boa base de conhecimento, vamos ter muitas aulas em laboratórios para que o aluno possa praticar o que aprendeu dentro da sala de aula. Serão simulações de atividades praticadas dentro das empresas. Ele sairá pronto para realizar atividades profissionais.

5) Em que áreas/locais os alunos conseguem se inserir no mercado de trabalho? Eles poderão trabalhar em diversos ramos do mercado da tecnologia da informação. Em empresas que prestam manutenção de computadores, assistência técnica para empresas, provedores de internet e também que criam aplicativos, sistemas e sites para internet.

Saiba mais:
O coordenador Eduardo Pittol é cientista da Computação formado pela Unisinos. Desenvolvedor web há 9 anos e a 7 trabalhando com WordPress. Apaixonado pela cultura open source. Ativo em comunidades de empreendedorismo e de tecnologia do RS. Cara da tecnologia da Aztec Online Solutions. Empresa focada em soluções para WordPress. Um dos idealizadores do Taquari Valley, uma comunidade que fomenta o empreendedorismo no Vale do Taquari, Rio Grande do Sul. Talk is cheap, show me the code.

No final do curso, o aluno terá cinco certificações reconhecidas pelo Conselho Estadual de Educação, que é o órgão que regulamenta os Cursos Técnicos no estado do Rio Grande do Sul: Diploma de Técnico em Informática – Eixo Informação e Comunicação; Certificado de Qualificação Profissional Técnica de Assistente de Suporte e Manutenção de Computadores; Certificado de Qualificação Profissional Técnica de Assistente de Instalação e Operação de Redes de Computadores; Certificado de Qualificação Profissional Técnica de Assistente de Desenvolvimento de Aplicativos Computacionais e Certificado de Qualificação Profissional Técnica de Assistente de Programação de Sistemas para Internet

Para participar do curso é necessário ter concluído ou estar cursando o ensino médio. Para obter mais informações, os interessados podem acessar a página do curso, ligar para o fone (51) 3751-6812 ou enviar um e-mail para marketing@lumeonline.com.br.

Texto: Portal Região dos Vales