Educação Encantado RSS

Mais de 30 estudantes integram o programa Jovem Empreendedor, da Parceiros Voluntários

estudantes terão encontro semanal, até o fim do ano (Foto: Divulgação Aci-e)

Trinta e seis jovens estudantes participam do programa Jovem Empreendedor em 2018. Realizado pela ONG Parceiros Voluntários de Encantado, o programa prevê encontros semanais com os estudantes e com empresários e prestadores de serviços que, voluntariamente, instruem os jovens sobre temas relacionados ao ambiente de trabalho, ao perfil empreendedor e ao protagonismo juvenil.

O primeiro encontro ocorreu terça-feira, dia 3, à tarde, e contou com a participação da coordenadora da ONG em Encantado, Elisabete Bertella. Ela falou aos jovens sobre o conceito da organização sem fins lucrativos, sobre a importância do voluntariado e das ações sociais e sobre o programa Tribos nas Trilhas da Cidadania, que ocorre nas escolas. “Procuramos mostrar a importância de os jovens serem agentes de transformação do ambiente em que vivem, observando mais detalhadamente seu bairro, sua comunidade, as pessoas e as necessidades do meio”, explica Elisabete.

Os encontros do primeiro semestre ocorrem até 10 de julho e o cronograma prevê visitas técnicas a empresas locais e regionais, aulas com profissionais das áreas de psicologia, gestão empresarial, gestão financeira, empreendedorismo, entre outros.

Aula inaugural
Uma aula inaugural do programa foi realizada com a presença dos pais dos estudantes. O encontro ocorreu na terça-feira anterior ao primeiro encontro, dia 27 de março, no auditório Brasil do Centro Administrativo Municipal. Uma dinâmica de grupo envolveu pais, alunos, a coordenação da Parceiros Voluntários da cidade e a secretária executiva da entidade que acolhe a ONG em Encantado – a Aci-e.

Uma teia foi montada com fios de lã que, ao desenrolarem-se do novelo, parava nas mãos de um participante. O objetivo era revelar o que a pessoa está disposta a fazer para tornar o ambiente em que vive, melhor. “Toda a mudança que queremos, depende de nós”, frisa a secretária executiva da Aci-e, Bernardete Rissi.

Texto: Ascom Aci-e