Brasil RS Educação Os Vales em Notícia Eventos Destaques Teutônia Geral

Mais de 500 profissionais participam do Congresso Internacional de Educação no Colégio Teutônia

Evento lotou Auditório Central do Colégio Teutônia.

Nos dias 13 e 14 de fevereiro o Colégio Teutônia realiza o 1º Congresso Internacional de Educação. O evento reúne mais de 500 profissionais, entre professores da rede municipal, estadual e particular, coordenadores pedagógicos, secretários de Educação, direção de escolas, estudantes e pesquisadores na área da Educação. Com o apoio da Administração Municipal de Teutônia e da Associação dos Professores Municipais de Teutônia, patrocínio da Editora Moderna, o Congresso destaca o tema “Humanizar: saber com sabor”.

A programação busca oportunizar um momento de formação continuada, que congregue profissionais da educação, visando promover o diálogo sobre o fazer docente na educação contemporânea; e promover a reflexão e a partilha sobre os processos de humanização nas relações interpessoais no campo educacional. Os conferencistas e palestrantes são oriundos de diferentes segmentos do campo intelectual e educacional. Além de palestras, são ofertadas diferentes opções de cartografias.

Formação continuada

O presidente da Associação dos Professores Municipais de Teutônia, Diego Bagestan, frisou que o evento foi pensado e elaborado pelo coletivo. “A sociedade e a educação estão em contínuo movimento, e a capacitação é fundamental, desencadeando entre os professores e nas escolas ações de suas competências e responsabilidades”.

Formação de cidadãos

O prefeito de Teutônia, Jonatan Brönstrup, valorizou o compartilhamento de conhecimento. “Esse é mais um grande exemplo do Colégio Teutônia em boas práticas na formação de cidadãos, investimento no ser humano, construindo personalidades dentro do ambiente educacional.”

Vivência e convivência

O diretor do Colégio Teutônia, Jonas Rückert, classificou o Congresso como “momento de fomentar o que fazemos na vida de docentes”. Se disse entusiasmado com a oportunidade de vivência e convivência. “É uma ocasião para entendermos nosso propósito como educadores, na condição de fazer a diferença na vida das pessoas.”

A coordenadora geral do CT, Andrea Wallauer, avaliou como muito positiva a primeira edição do Congresso. “Buscamos conhecimento, diálogo, troca de ideias e experiências. Juntos, queremos nos aproximar de colegas e compreender como pensam e como sentem o seu papel, unindo a teoria à prática”, enalteceu, valorizando a participação de profissionais de diferentes redes de ensino.

Neurociência

Professora Dra. Fernanda Antoniolo Hammes de Carvalho proferiu palestra sobre contribuições da Neurociência.

Uma das palestras, na noite de quinta-feira, tratou do tema “Educação humanista e a dimensão psicoemocional do docente – Contribuições da Neurociência”, com a professora Dra. Fernanda Antoniolo Hammes de Carvalho. Entre conceitos ligados à Neurociência, a palestrante frisou que “professores trabalham com pessoas, e são as pessoas que mudam o mundo. Devemos nos perguntar de que forma podemos contribuir para desenvolvermos pessoas felizes.”

Fernanda apresentou estudos que apontam que a cultura e as relações humanas mexem com os circuitos emocionais. “A Educação mexe com a construção do ‘eu’. Uma condução saudável da construção do ‘eu’ gera bem-estar, que tem origem nas experiências da vida”, explicou.

A professora também questionou padrões normativos sociais, os quais classificou como muito perigosos. “Temos que oportunizar que os estudantes desenvolvam seus traços de personalidade. O conhecimento contribui para formar cidadãos críticos, mas as pessoas processam estímulos de maneiras e em tempos distintos”, salientou, concluindo que todos estamos impactando o outro e sendo impactados pelo próximo, continuamente.

 

Texto: Leandro Augusto Hamester
Fotos: Leandro Augusto Hamester e Lediane Oliveira (2)